61 - Azotemia e Anormalidades Urinárias Flashcards Preview

N > 61 - Azotemia e Anormalidades Urinárias > Flashcards

Flashcards in 61 - Azotemia e Anormalidades Urinárias Deck (102)
Loading flashcards...
1

O síndrome nefrótico está associado a hiperlipidemia e estado de hipocoaguabilidade. V ou F?

Falso.

O síndrome nefrótico está associado a hiperlipidemia e estado de HIPERcoaguabilidade.

2

A determinação da TFG através de métodos diretos é feita através de isótopos radioativos, que não são reabsorvidos nem secretados nos túbulos. V ou F?

Verdadeiro.

3

Qual o marcador indireto mais usado para estimar a TFG?

Creatinina.

4

TFG está diretamente relacionada com creatinina sérica e inversamente relacionada com excreção urinária de creatinina. V ou F?

Falso.

TFG está diretamente relacionada com a excreção urinária de creatinina e inversamente relacionada com creatinina sérica.

5

TFG declina em proporção aproximadamente inversa à creatinina sérica. V ou F?

Verdadeiro.

6

Em doentes com DRC, a relação entre 1/PCr e o tempo é aproximadamente linear. V ou F?

Verdadeiro.

Inclinação da linha mantém-se constante. Quando se obtém um valor que não acompanha a linha devemos investigar processo agudo sobreposto.

7

Geralmente os doentes não desenvolvem urémia sintomática até que a insuficiência renal atinja que estadio?

Estadio 5 (TFG inferior a 15 ml/min).

8

A ureia pode sobrestimar a TFG e a creatinina subestimar. V ou F?

Falso.

A ureia pode SUBESTIMAR (reabsorção tubular) a TFG e a creatinina SOBRESTIMAR (secreção tubular proximal).

9

Quais as vantagens e desvantagens da creatinina?

Vantagens:
- Pequeno soluto filtrado livremente;
- NÃO é reabsorvido pelos túbulos.

Desvantagens:
- Pode aumentar pela ingestão de carne cozida;
- Pode ser secretada nos tubulos proximais (sobretudo na DRC avançada).

10

A depuração (clearance) de creatinina dá uma estimativa da TFG e é medida a partir da creatinina sérica e sua excreção urinária. V ou F?

Verdadeiro.

Quando não se dispõe de amostras de 24h para determinar a clearence de creatinina, as decisões baseiam-se apenas nos níveis séricos de Cr.

11

Que parâmetros têm em conta as formulas de Cockcroft-Gault e MDRD/CKD-EPI?

Cockcroft-Gault:
- Creatinina
- Sexo
- Idade
- PESO

MDRD/CKD-EPI:
- Creatinina
- Sexo
- Idade
- RAÇA

12

A equação Cockcroft-Gault tem melhor correlação com a TFG real quando a TFG é inferior a 60 ml/min/1,73m2. V ou F?

Falso.

A equação MDRD tem melhor correlação com a TFG real quando a TFG é inferior a 60 ml/min/1,73m2.

13

A perda gradativa de músculo pode obscurecer alterações significativas da TFG, com alterações pequenas ou imperceptíveis da concentração sérica de creatinina. V ou F?

Verdadeiro.

Como por exemplo na doença crónica, uso prolongado de corticóides e desnutrição.

14

A cistatina C é produzida em taxa relativamente constante por todas as células nucleares, sendo no entanto menos sensível que a Cr para o declínio inicial da TFG. V ou F?

Falso.

A cistatina C é produzida em taxa relativamente constante por todas as células nucleares, sendo MAIS sensível que a Cr para o declínio inicial da TFG.

15

A insuficiência pré-renal é responsável por __-__% dos casos de IRA, podendo ser revertida facilmente.

40-80%.

16

Na insuficiência pré-renal, a TFG é mantida por relaxamento da arteriola aferente (mediado por ________), e constrição da arteriola eferente (mediado por _______).

Na insuficiência pré-renal, a TFG é mantida por relaxamento da arteriola aferente (mediado por prostaglandinas), e constrição da arteriola eferente (mediado por angiontensina II).

17

Quando a PA média cai para valores inferiores a ___ mmHg, há declínio abrupto da TFG, mesmo em índividuos saudáveis.

80 mmHg.

18

Na azotemia pré-renal, a osmolalidade urinária é superior a ___ mosmol, a concentração urinária de Na+ inferior a ___ mM/L, a FeNa+ inferior a __% e o racio UCr/PCr superior a ___.

Na azotemia pré-renal, a osmolalidade urinária é superior a 500 mosmol, a concentração urinária de Na+ inferior a 20 mM/L, a FeNa+ inferior a 1% e o racio UCr/PCr superior a 40.

19

O sedimento urinário na azotémia pré-renal é anormal. V ou F?

Falso.

É geralmente normal ou com cilindros hialinos e granulosos.

20

O sedimento urinário na NTA está habitualmente repleto de restos celulares, cilindros epiteliais tubulares e cilindros granulosos escuros. V ou F?

Verdadeiro.

21

A insuficiência pós-renal é responsável por menos de ___% dos casos de IRA e é geralmente reversível.

5%.

22

Na insuficiência pós-renal, um só rim é capaz de manter a depuração adequada. V ou F?

Verdadeiro.

A IRA só surge se a obstrução afetar ambos os rins ou unilateral se um só rim for funcionante.

23

NTA isqúemica e nefrotóxica são responsáveis por ___% das IRA intrínsecas.

90%.

24

Como se distinguem a azotemia pré-renal e a doença renal intrinseca, quanto à lesão tubular e reversibilidade?

- Lesão tubular: presente na doença renal intrínseca e ausente na azotemia pré-renal;
- Reversibilidade: azotemia pré-renal é reversivel, doença renal intrínseca não.

25

Quais são as causas principais de NTA isquemica?

- Cirurgias de grande porte
- Traumatismo
- Queimaduras graves
- Hipovolémia
- Sépsis maciça

26

Na NTA nefrotóxica, os fármacos lesam o rim exclusivamente por toxicidade tubular direta. V ou F?

Falso.

Lesam o rim por vasoconstrição intra-renal, toxicidade tubular directa e obstrução tubular.

27

A irrigação sanguínea do rim corresponde a ___% do débito cardíaco.

20/25%.

28

Na NTA isquemica ou nefrotóxica, a diálise é geralmente necessária. V ou F?

Falso.

A estabilização da PA na NTA isquémica e a interrupção das nefrotoxinas na NTA nefrotóxica são geralmente suficientes.

29

A IRA é um subtipo de LRA. V ou F?

Falso.

A LRA é um subtipo de IRA. Corresponde aos distúrbios que acometem os túbulos e interstício.

30

Na LRA: proteinúria ligeira a moderada, hematúria e piúria estão presentes em ___% dos casos.

75%.

E cilindros leucocitário ocasionalmente. Cilindros hemáticos também descritos na LRA mas deve levar à investigação de doença glomerular.