CIR - Síndrome Dispéptica Flashcards Preview

M.E.D. > CIR - Síndrome Dispéptica > Flashcards

Flashcards in CIR - Síndrome Dispéptica Deck (30):
1

Quais sinais de alarme na síndrome dispéptica:

- Perda de peso;
- Anemia;
- Disfagia;
- Odinofagia;
- HF de CA gástrico;
- Hematêmese.

2

Qual o quadro clínico típico de DRGE?

Pirose;
Regurgitação;

3

Quais as complicações principais da DRGE vista pelo EDA?

Esofagite;
Ulcera;
Estenose péptica;
Esôfago de Barret.

4

Qual o quadro clínico atípico da DRGE?

Faringite;
Rouquidão;
Tosse crônica;
Broncoespasmo;
Pneumonia de repetição.

5

Quando realizar endoscopia no caso de DRGE?

Idade > 40 - 45 anos;
Sinais de alarme;
Refratariedade.

6

O que é Esôfago de Barret, qual exame sugere sua presença e qual exame para confirmar?

Metaplasia Intestinal (Epitélia escamoso --> Epitelio Colunar)
EDA (Coloração vermelho salmão)
Biópsia - Hstológico (Celulas caliciformes colunar)

7

Quais são as principais medidas antirrefluxo?

Perda de Peso;
Elevar a cabeceira da cama;
Evitar comer 2-3h antes de dormir;
Eliminar alimentos que, pessoalmente, causem sintomas

8

Como é feito o tratamento medicamentoso para DRGE. E na recorrência e na falta de melhora durante o tratamento?

Inibidor de bomba de protons, por 8 semanas (Omeprazol 20mg, Esomeprazol 40mg, Panto 40mg)
Recorrência: IBP sob demanda ou crônico
Sem melhora: IBP dose dobrada

9

Quais as indicações de fundoplicatura no tratamento de DRGE?

Refratários (sintomas mesmo com IBP 2x)
Alternativa do uso crônico;
Complicações: Estenose OU ulcera apenas

10

Quais os exames pré-operatórios para a realização da fundoplicatura?

pHmetria de 24h (PADRÃO-OURO - Confirmar a DRGE)
Esofagomanometria (escolha da técnica)

11

Quais são as técnicas cirúrgicas para a fundoplicatura e quando escolher cada uma?

Fundoplicatura Total - Nissen (A de escolha, evitar se P>30mmHg)
Fundoplicatura Parcial
- Anterior: Dor e Thal
- Posterior: Lind - Toupet

12

Qual a conduta em um paciente com esofago de barret?

IBP para todos cronicamente 1x/dia
No Histolpatológico:
- Sem displasia: EDA em 3 - 5 anos;
- Displasia Baixo grau: Ablação endoscópica (ou EDA em 12m)
- Displasia alto grau: Ablação endoscópica

13

Quais o principal mecanismo de agressão para a formação da úlcera peptica? E os agentes facilitadores?

O ácido gástrico
AINES
H. Pylori

14

Qual o principal principio fisiopatológico para a formação de ulcera por H. Pylori e seu sítio de ulcera preferencial?

Infecta Antro (Aumenta gastrina): Hipercloridria
Quando infecta tudo: Hipocloridria
Sítio principal: Duodeno (90% das ulceras)

15

Qual o principal princípio fisiopatologico para a formação de ulcera pelo AINEs e qual seu sítio de ulcera preferencial?

Perda de Barreira protetora: Inibição da COX2
Sítio: Estômago

16

Quando não houver presença de H. Pylori e uso de Aines, qual a principal suspeita diagnóstica para a etiologia da ulcera?

Gastrinoma (Sd. de Zollinger-Ellison)

17

Quais as principais características clínicas das ulceras duodenais e gastricas?

Gástricas: Dispepsia que piora com a alimentação
Duodenal: Dispepsia que piora 2-3 horas após a alimentação

18

Como é realizado o diagnóstico e abordagem de ulceras duodenais e gastricas?

Paciente < 40 anos e sem Sinais de alarme: Dx presuntivo (tratar apenas como dispepsia)
Paciente com > 40 e/ou sinais de alarme: EDA
-SE GÁSTRICA NA EDA: BIOPSIA

19

Qual método de pesquisa de H. pylori em um paciente com dispepsia?

Indicação de EDA: Teste ráido de urease/ Histologia;

Sem indicação de EDA: Urease respiratória/Ag fecal/Sorologia

20

Como é feito o tratamento medicamentoso da H. pylori?

Claritromicina 500mg 2x/dia
Amoxicilina 1g 2x/dia
Omeprazol 20mg 2x/dia
Todos por 14 dias

21

Como é feito o tratamento de uma ulcera ou suposta ulcera (dispepsia)?

1) IBP por 4-8semanas
2) Perguntar sobre Aines;
3) Pesquisar e erradicar a H. pylori
4) Controle de cura
- Se ulcera gástrica: Novo EDA + Testar H. pylori(Sem sorologia)
- Se Duodenal: Testar H. pylori (sem sorologia)

22

Quais sãos as indicações para pesquisa e erradicação de H. Pylori?

Ulcera Peptica;
Linfoma Malt;
Dispepsia funcional;
Aines e aumento de risco de ulcera;
Anemia ferropriva inexplicada, PTI, Deficiencia de B12;
HF de CA gástrico

23

Como é classificado as úlceras de acordo com a cloridria e localização?

1) Úlcera Duodenal: Hiperclorídrica;
2) Úlcera Gástrica
a) Tipo I: Hipo clorídrica (Pequena curvatura baixa)
b) Tipo II: Hiperclorídrica (Corpo gástrico)
c) Tipo III: Hiperclorídrica (Pré-pilórico)
d) Tipo IV: Hipo clorídrica (Pequena curvatura alta

24

Como é feita a classificação de Sakita para úlceras gástricas?

A: Active; H: Healing; S: Scar
A1: Margem edemaciada;
A2: Anel eritematoso.

H1: Convergência de pregas;
H2: Fibrina delgada.

S1: Cicatriz avermelhada;
S2: Cicatriz comum

25

Qual a conduta cirúrgica para uma ulcera duodenal?

Vagotomia Troncular + Piloroplastia (+feita)
OU
Vagotomia Troncular + Antrectomia + Reconstrução a B1 ou B2 (Mais complicação, menos recidiva)
OU
Vagotomia Superseletiva (Gástrica proximal) (Menos complicação e mais recidiva)

26

Qual conduta cirúrgica para uma ulcera duodenal?

Retirar parte do estomago com a ulcera
Tipo I: Gastectomia Distal + Reconstrução a B1

Tipo II e III: Vagotomia Troncular + Gastrectomia Distal + Recontrução a B1 ou B2

Tipo IV: Gastrectomia Subtotal + Reconstrução em Y de Roux

27

O que caracteriza o Dumping Precoce:

Perda da função pilórica de barreira (alimento direto no duodeno)
- Gastrointestinais: Dor , nauseas, diarreia
- Vaso motores: Taquicardia, palpitações, rubor

28

O que caracteriza o Dumping tardio e seu tratamento?

Hipoglicemia 2 - 3 horas após alimentação
TTO: Fracionamento da dieta e deitar logo após comer

29

Complicação pós gastrectomia com dor abdominal que piora no pós prandial e melhora com vômitos, que ocorre apenas com a reconstrução a B2, qual diagnóstico e conduta?

Síndrome da Alça Aferente
Transformar a reconstrução em Y de Roux

30

Paciente pós gastrectomia com dor abdominal, sem melhora após vômitos biliosos, caracterizado por refluxo biliar e pancreático, qual diagnóstico e conduta?

Gastrite Alcalina
Transformar em Y de Roux