Daniel Flashcards Preview

Pontos Sobressalientes > Daniel > Flashcards

Flashcards in Daniel Deck (14):
0

Daniel 1:1_“Chegou a Jerusalém Nabucodonosor, rei de Babilônia, e passou a sitiá-la.”

“Jeová permitiu que os babilônios derrubassem Jerusalém e levassem Seu povo ao exílio. (2 Reis 20:16-18) Ele predisse que seria erradicada a linhagem de reis humanos, dos quais se dizia que se sentavam no “trono de Jeová” em Jerusalém. (1 Crô. 29:23) Mas Jeová prometeu também que um descendente do Rei Davi, com “direito legal”, viria e reivindicaria essa autoridade. (Eze. 21:25-27) Outra profecia indicou que os judeus ainda estariam adorando no templo em Jerusalém quando chegasse o prometido Messias, ou Ungido. (Dan. 9:24-27) Uma profecia anterior, escrita antes de Israel ter sido exilado para Babilônia, dizia que esse personagem nasceria em Belém. (Miq. 5:2) Para que essas profecias se cumprissem, os judeus teriam de ser libertados do exílio, retornar para sua terra de origem e reconstruir o templo. w12 15/6 1:9-11”

1

Daniel 2:21_“Ele muda os tempos e as épocas, removendo reis e estabelecendo reis”

“Levar avante a pregação do Reino nestes últimos dias requer fé no modo de Jeová regular o tempo. A instável situação mundial talvez exija alguns ajustes no modo de realizar a obra de fazer discípulos. A organização vez por outra talvez faça mudanças para atender às necessidades de nossa atividade como proclamadores do Reino. Mostramos fé no Deus de ‘tempos e épocas’ por cooperar plenamente com tais ajustes, servindo com lealdade sob a direção de seu Filho, o “cabeça da congregação”. (Efé. 5:23) Jeová quer que oremos a ele com liberdade e plena confiança de que proverá a necessária “ajuda no tempo certo”. (Heb. 4:16) Não é isso uma prova de seu amoroso interesse por nós individualmente? (Mat. 6:8; 10:29-31) Mostramos fé em Jeová por orar com regularidade por sua ajuda e depois agir de acordo com as nossas orações e as orientações de Deus. Além disso, não deixamos de orar em favor de nossos irmãos. w12 15/5 3:15, 16”

2

Daniel 2:21_“Ele muda os tempos e as épocas, removendo reis e estabelecendo reis.”

“Jeová Deus proveu os meios de medir o tempo muito antes de criar o homem. No quarto dia criativo, Deus disse: “Venha a haver luzeiros na expansão dos céus para fazerem separação entre o dia e a noite; e eles terão de servir de sinais, e para épocas, e para dias, e para anos.” (Gên. 1:14, 19, 26) Segundo a vontade de Jeová, evidentemente foi isso o que aconteceu. Até hoje, porém, os cientistas debatem a natureza do tempo. “O tempo permanece como um dos mais profundos mistérios” e “ninguém pode definir com exatidão o tempo”, diz certa enciclopédia. Mas Jeová entende plenamente o tempo. Afinal, ele é ‘o Criador dos céus, o Formador da Terra e Aquele que a fez’. Jeová é também “Aquele que desde o princípio conta o final e desde outrora as coisas que não se fizeram”. — Isa. 45:18; 46:10. w12 15/5 3:1, 2”

3

Daniel 2:33_“Seus pés eram parcialmente de ferro e parcialmente de argila modelada.”

“Uma profecia no livro de Daniel descreve uma estátua em forma humana que simboliza sucessivas potências mundiais. A última potência mundial é retratada pelos pés e seus dedos. Isso indica que nenhuma outra potência mundial humana entrará em cena. Na Primeira Guerra Mundial, a Grã-Bretanha e os Estados Unidos formaram uma parceria especial. Realmente, a quinta parte da estátua de Daniel é a Potência Mundial Anglo-Americana. Serem os pés e seus dedos compostos de ferro e argila retrata o estado enfraquecido da Potência Mundial Anglo-Americana. A mesma profecia indica que, em 1914, o Reino de Deus, retratado por uma grande pedra, foi “cortado” do monte que simboliza a soberania de Jeová. Essa pedra se desloca velozmente rumo ao seu alvo: os pés da estátua. No Armagedom, os pés e o resto da estátua serão esmagados. (Dan. 2:44, 45) Portanto, a Potência Mundial Anglo-Americana ainda será a potência mundial dominante quando irromper o Armagedom. Que emoção será testemunhar o cumprimento pleno dessa profecia! w12 15/9 1:13, 14”

4

Daniel 2:44_“[O reino de Deus] esmiuçará e porá termo a todos estes reinos, e ele mesmo ficará estabelecido por tempos indefinidos.”

“Consegue imaginar o que o cumprimento disso significará para você? As fronteiras nacionais criadas pelo homem, que em certo sentido fazem com que atualmente todo ser humano seja um estrangeiro, não existirão mais. Para as Testemunhas de Jeová, a nacionalidade dos que se associam com elas não é o mais importante. Recentemente, por exemplo, houve a fusão de vários betéis menores para simplificar a supervisão geral e realizar a pregação das boas novas do Reino com mais eficiência. (Mat. 24:14) Quando essas fusões foram efetuadas, barreiras nacionais foram ignoradas dentro do que a lei permitia. Isso é mais uma prova visível de que Jesus Cristo, como legítimo Governante entronizado de Jeová, está rompendo barreiras humanas, e é ele que em breve ‘completará sua vitória’. — Rev. 6:2. w12 15/12 4:16-18”

5

Daniel 2:45_“Ela esmiuçou o ferro, o cobre, a argila modelada, a prata e o ouro.”

“A Potência Mundial Anglo-Americana não será substituída por alguma futura potência mundial. Essa última potência mundial pode ser mais fraca do que a simbolizada pelas pernas de ferro, mas ela não se desintegrará por si mesma. (Dan. 2:33, 34) Será que o número de dedos dos pés da estátua tem significado especial? Considere: em outras visões, Daniel menciona números específicos — por exemplo, o número de chifres na cabeça de várias feras. Esses números são significativos. No entanto, ao descrever a estátua, Daniel não menciona o número de dedos dos pés. Por conseguinte, esse número não parece ser significativo, assim como não é significativo o número de braços, mãos, dedos da mão, pernas e pés da estátua. Daniel mencionou especificamente que os dedos dos pés seriam de ferro e argila. Dessa sua descrição podemos concluir que a Potência Mundial Anglo-Americana é a que estará dominando quando a “pedra”, que simboliza o Reino de Deus, golpear os pés da estátua. w12 15/6 2:10, 11”

6

Daniel 2:47_“Verdadeiramente, vosso Deus é . . . Revelador de segredos.”

“Que governos estarão dominando a Terra quando o Reino de Deus acabar com o governo humano? Sabemos a resposta — ela nos foi desvendada pelo “Revelador de segredos”, Jeová Deus. Ele nos habilita a discernir a identidade desses governos por meio dos escritos do profeta Daniel e do apóstolo João. Jeová revelou a esses homens uma série de visões sobre uma sucessão de feras. Além disso, ele informou a Daniel o significado de um sonho visionário que retratava uma enorme estátua de metal. Jeová providenciou o registro e a preservação desses relatos na Bíblia em nosso benefício. (Rom. 15:4) Fez isso para fortalecer a nossa esperança de que seu Reino em breve esmagará todos os governos humanos. (Dan. 2:44) Em conjunto, os relatos de Daniel e de João não apenas identificam oito reis, ou governos humanos, mas mostram também a sequência do surgimento dessas potências. w12 15/6 1:1-3”

Trecho de: TORRE DE VIGIA. “Examine as Escrituras — 2014 (es14-T).” Associação Torre de Vigia de Bíblias e Tratados. iBooks.
Este material pode estar protegido por copyright.

7

Daniel 3:28_“Não quiseram adorar nenhum deus exceto o seu próprio Deus.”

“No sétimo século AEC, três servos de Jeová hebreus puderam ver claramente que Deus recompensa a fé e a coragem. O Rei Nabucodonosor reuniu os dignitários de Babilônia e exigiu que eles adorassem uma enorme imagem de ouro. Quem não fizesse isso seria morto numa fornalha ardente. Respeitosamente, os três hebreus disseram a Nabucodonosor: “Nosso Deus, a quem servimos, poderá salvar-nos. Ele nos salvará da fornalha de fogo ardente e da tua mão, ó rei. Mas, se não, seja do teu conhecimento, ó rei, que não é a teus deuses que servimos e que não é a tua imagem de ouro que erigiste que adoraremos.” (Dan. 3:16-18) Em Daniel 3:19-30, há um relato vívido da emocionante salvação dos três hebreus. Embora seja improvável que sejamos ameaçados de morrer numa fornalha ardente, nós na realidade enfrentamos provas de integridade e podemos estar certos de que Deus abençoará nossa fé e coragem. w13 15/1 1:13”

8

Daniel 7:5_“Levanta-te, come muita carne.”

“Mais de um século antes dos dias de Daniel, Jeová revelou por meio do profeta Isaías detalhes sobre a potência mundial que conquistaria Babilônia. Jeová revelou não só como a cidade de Babilônia seria derrotada, mas também o nome do conquistador. Esse líder foi Ciro, o Persa. (Isa. 44:28–45:2) Daniel recebeu duas outras visões a respeito da Potência Mundial Medo-Persa. Numa delas, esse reino foi retratado como tendo a aparência de um urso, que “estava levantado dum lado”. Numa visão à parte, Daniel viu essa potência mundial dupla ser simbolizada por um carneiro de dois chifres. (Dan. 8:3, 20) A fim de cumprir profecias, Jeová usou o Império Medo-Persa para derrubar Babilônia e promover a volta dos israelitas para sua terra de origem. (2 Crô. 36:22, 23) No entanto, essa mesma potência mais tarde por pouco não erradicou o povo de Deus. — Ester 1:1-3; 3:8, 9; 8:3, 9-14. w12 15/6 1:12, 13”

9

Daniel 8:22_“Haverá quatro reinos que se erguerão de sua nação, mas não com o seu poder.”

“Numa visão, Daniel viu a Grécia retratada por um leopardo de quatro asas, indicando que esse império faria conquistas rápidas. (Dan. 7:6) Em outra visão, Daniel mencionou um bode de proeminente chifre único que, com rapidez, mata um carneiro de dois chifres, a Medo-Pérsia. Jeová disse a Daniel que o bode simbolizava a Grécia e o grande chifre retratava um de seus reis. Daniel registrou também que o grande chifre seria quebrado e quatro chifres menores surgiriam no seu lugar. Embora essa profecia tenha sido escrita uns dois séculos antes de a Grécia se tornar dominante, todos os detalhes se cumpriram. Alexandre, o Grande, o mais eminente rei da Grécia antiga, liderou o ataque contra a Medo-Pérsia. Esse chifre logo foi quebrado, porém, com a morte do grande rei, no apogeu de seu poder, com apenas 32 anos de idade. Daí, seu reino por fim foi dividido entre quatro de seus generais. — Dan. 8:20-22. w12 15/6 1:15”

10

Daniel 8:24_“Seu poder terá de tornar-se grande.”

“Podemos identificar a sétima cabeça da fera de Revelação, capítulo 13, por compararmos a visão de João com a de Daniel sobre a assustadora fera de dez chifres. (Dan. 7:7, 8, 23, 24) A fera vista por Daniel simboliza a Potência Mundial Romana. No quinto século EC, o Império Romano começou a se fragmentar. Os dez chifres na cabeça dessa temível fera simbolizam reinos que se originaram desse império. Em meados do século 18, a Grã-Bretanha estava a caminho de se tornar a potência dominante no cenário mundial. Embora a Grã-Bretanha ganhasse predomínio, colônias na América do Norte se separaram dela. Na época em que começou o dia do Senhor, em 1914, a Grã-Bretanha havia erigido o maior império na História e os Estados Unidos haviam se tornado a maior potência industrial da Terra. Durante a Primeira Guerra Mundial, os Estados Unidos formaram uma parceria especial com a Grã-Bretanha. Surgiu então a sétima cabeça da fera, a saber, a Potência Mundial Anglo-Americana. w12 15/6 2:3-5”

11

Daniel 12:4_“Muitos o percorrerão, e o verdadeiro conhecimento se tornará abundante.”

“Profecias bíblicas apontaram para o tempo exato — 1914 —, quando ‘se cumpririam os tempos designados das nações’ e o governo do Reino começaria no céu. (Luc. 21:24; Dan. 4:10-17) Como deve nos afetar o fato de sabermos que o governo do Reino já começou e que estamos vivendo no “tempo do fim”? Muitos observam a piora das condições mundiais, mas não reconhecem que essa situação cumpre profecias bíblicas sobre os últimos dias. Talvez achem que este sistema entrará em colapso algum dia ou acreditem que algum esforço humano trará “paz e segurança”. (1 Tes. 5:3) Mas que dizer de nós? Se reconhecemos que estamos vivendo já bem avançados nos últimos dias do mundo de Satanás, será que não deveríamos nos empenhar em usar o tempo remanescente para servir ao Deus de ‘tempos e épocas’ e ajudar outros a conhecê-lo? (Dan. 2:21; 2 Tim. 3:1) Devemos tomar decisões sábias sobre o uso do nosso tempo. — Efé. 5:15-17. w12 15/5 3:9, 11”

12

Daniel 12:4_“O verdadeiro conhecimento se tornará abundante.”

“Após a morte dos apóstolos, a predita apostasia do cristianismo genuíno surgiu e se propagou como fogo. (Atos 20:28-30; 2 Tes. 2:1-3) Nos séculos seguintes, “o verdadeiro conhecimento” era tudo menos abundante. Mas nos anos 1870, um pequeno grupo de cristãos sinceros na Pensilvânia, EUA, se reunia para estudar a Bíblia com diligência e buscar “o verdadeiro conhecimento”. Eles chamavam a si mesmos de Estudantes da Bíblia. Não eram ‘os sábios e os intelectuais’ dos quais, como Jesus disse, o conhecimento seria escondido. (Mat. 11:25) Eram pessoas humildes que desejavam sinceramente fazer a vontade de Deus. Com cuidado e orações eles liam e analisavam as Escrituras e meditavam nelas. Além disso, comparavam textos bíblicos e examinavam os escritos de outros que haviam feito pesquisas similares. Aos poucos, esses Estudantes da Bíblia discerniram verdades que por séculos estavam obscurecidas. w12 15/8 1:3, 4”

13

Daniel 12:9_“As palavras [estão] guardadas em segredo e seladas até o tempo do fim.”

“Hoje podemos entender o significado de profecias que por um longo tempo permaneceram como “segredo”, mas que se cumprem agora neste tempo do fim. Essas incluem as que se encontram por todas as Escrituras, em especial nos Evangelhos e no livro de Revelação. Jeová nos tem ajudado até mesmo a entender acontecimentos que não poderíamos ver com os olhos literais — a entronização de Jesus, a guerra no céu e o lançamento de Satanás para baixo à Terra. (Rev. 12:7-12) Deus também nos ajuda a entender o significado do que podemos ver — guerras, terremotos, epidemias, fomes, bem como pessoas ímpias que contribuem para a realidade destes “tempos críticos, difíceis de manejar”. (2 Tim. 3:1-5; Luc. 21:10, 11) Somos imensamente gratos de que “o ajudador”, o espírito santo de Deus, tem sido enviado para guiar os seguidores de Jesus “a toda a verdade”. (João 16:7, 13) Prezemos sempre “o verdadeiro conhecimento” e altruistamente o divulguemos a outros! — Dan. 12:4. w12 15/8 1:7, 8”