João Flashcards Preview

Pontos Sobressalientes > João > Flashcards

Flashcards in João Deck (14):
0

João 1:16_“Nenhum homem jamais viu a Deus; o deus unigênito, que está na posição junto ao seio do Pai, é quem o tem explicado.”

“Jesus era especialmente qualificado para revelar seu Pai. Por quê? Porque antes de terem sido criadas todas as outras formas de vida, a criatura espiritual que mais tarde se tornou o humano Jesus já existia no céu como “Filho unigênito de Deus”. (João 1:14; 3:18) Uma posição sem igual! Antes de qualquer outra criatura vir a existir, o Filho já desfrutava da calorosa atenção de seu Pai e aprendia sobre Ele e Suas qualidades. O Pai e o Filho com certeza se comunicavam extensivamente e desenvolveram profundo afeto mútuo ao longo de incontáveis eras. (João 5:20; 14:31) Que riqueza de compreensão a respeito da personalidade de seu Pai o Filho deve ter adquirido! (Col. 1:15-17) O Pai designou o Filho como porta-voz, “A Palavra de Deus”. (Rev. 19:13) Portanto, Jesus se encontrava numa posição sem igual para revelar o Pai a outros. w12 15/4 1:4, 5”

1

João 2:16_“Tirai estas coisas daqui! Parai de fazer da casa de meu Pai uma casa de comércio!”

“Que conclusão você tira da purificação do templo realizada por Jesus? Visualize a cena: Jesus faz um chicote de cordas e expulsa os vendedores de gado e de ovelhas. Ele espalha as moedas dos cambistas e derruba as suas mesas. (João 2:13-15, 17) Vendo essa ação vigorosa, os discípulos se lembraram das palavras proféticas do Rei Davi: “Consumiu-me o puro zelo pela tua casa.” (Sal. 69:9) Por agir com firmeza, Jesus mostrou forte desejo de defender a adoração verdadeira. Você vê nesse relato a personalidade do Pai? O relato nos faz lembrar de que Deus tem não só o ilimitado poder de eliminar a perversidade da face da Terra, mas também o desejo ardente de fazer isso. Esse retrato da forte reação de Jesus à transgressão revela o que o Pai certamente sente ao ver o atual aumento da perversidade na Terra. Como isso é reanimador ao enfrentarmos injustiças! w12 15/4 1:11”

2

João 6:44_“Ninguém pode vir a mim, a menos que o Pai, que me enviou, o atraia”

“Toda pessoa que Jeová atrai se torna parte de uma congregação mundial de verdadeiros amigos que amam o que é direito. O nosso amoroso Deus ajuda tais pessoas a ganhar sua aprovação. Além disso, ele tem selecionado dentre a humanidade os prospectivos membros de seu governo celestial. Quando assumirem sua função no céu, esses servos devotados ajudarão os humanos obedientes a alcançar a perfeição e a vida sem fim. Evidentemente, mesmo enquanto espera com paciência, Jeová tem agido para cumprir suas promessas — para o nosso bem. Pode ser um desafio nos lembrar disso à medida que envelhecemos ou sofremos neste mundo mau. Talvez nos desanimemos ou achemos que Deus está demorando a cumprir suas promessas. (Heb. 10:36) Nunca se esqueça de que ele tem boas razões para ser paciente, e que está usando esse meio-tempo em benefício de seus servos leais. — 2 Ped. 2:3; 3:9. w12 15/9 3:5, 7”

3

João 6:44_“Ninguém pode vir a mim, a menos que o Pai, que me enviou, o atraia.”

“Como Jeová atrai a seu Filho pessoas comparáveis a ovelhas? Ele faz isso por meio da pregação das boas novas e da operação do espírito santo. Se você é um cristão dedicado, foi atraído por Deus à adoração verdadeira. Assim como o nosso Pai celestial viu algo de valor no coração de Lídia, ele viu algo de bom em você. Quando você começou a ouvir as boas novas, Jeová o ajudou a entender o sentido delas por suprir espírito santo. (Atos 16:13-15; 1 Cor. 2:11, 12) Quando se empenhou em aplicar o que aprendeu, ele abençoou seus esforços para fazer a vontade divina. E você alegrou o coração de Deus ao dedicar a sua vida a ele. Realmente, desde que você iniciou na estrada da vida, Jeová tem estado ao seu lado em cada passo do caminho. Tendo nos ajudado a começar a andar com ele, Jeová não nos deixa agora entregues à própria sorte para permanecermos fiéis. Ele sabe que, assim como não entramos na verdade sem ajuda, não permaneceremos nela sem ajuda. — 1 Ped. 1:4, 5. w12 15/4 5:5-7”

4

João 6:44_“Ninguém pode vir a mim, a menos que o Pai, que me enviou, o atraia.”

“Ao passar a se associar com a congregação cristã, você não ingressou em algum tipo de clube social. Você entrou na congregação porque Jeová o atraiu. O que moveu Deus a fazer isso? Será que viu em você uma pessoa justa, temente a ele? “De modo algum!”, você talvez diga. O que, então, Deus viu? Ele viu um coração que seria receptivo à Sua lei libertadora e que se submeteria à Sua bondosa influência. Na congregação, seu coração foi educado por Jeová por meio de alimento espiritual. Deus libertou você de falsidades religiosas e superstições e o ensinou a desenvolver a personalidade cristã. (Efé. 4:22-24) Assim você tem o privilégio de fazer parte do único povo no mundo que pode com razão ser chamado de “povo livre”. (Tia. 2:12) Essa liberdade que você sente agora entre o povo de Deus é apenas um antegosto da liberdade futura. w12 15/7 1:15, 16”


5

João 6:67_“Será que vós também quereis ir?”

“Pedro respondeu a pergunta de Jesus com as palavras: “Senhor, para quem havemos de ir? Tu tens declarações de vida eterna; e nós cremos e viemos a saber que tu és o Santo de Deus.” (João 6:68, 69) Será que Pedro entendia plenamente tudo o que Jesus acabara de dizer sobre seu iminente sacrifício? (João 6:53-60) É provável que não. Mesmo assim, Pedro estava decidido a ser leal ao Filho ungido de Deus. Pedro não ponderou que Jesus certamente estava enganado e que, com o tempo, retiraria o que disse. Não, ele reconheceu humildemente que Jesus tinha “declarações de vida eterna”. Da mesma forma, como reagimos ao encontrar nas publicações do “mordomo fiel” algo difícil de entender ou que não se ajuste ao nosso modo de pensar? Devemos nos empenhar em captar o sentido disso, em vez de apenas esperar por uma mudança que se ajuste ao nosso ponto de vista. — Luc. 12:42. w12 15/4 2:10, 11”

6

João 12:43_“Amavam mais a glória dos homens do que mesmo a glória de Deus.

“A maneira como a glória humana pode ofuscar a glória divina pode ser ilustrado por comparar a glória à luz. O nosso luminoso Universo é extremamente glorioso. Você se lembra da última vez que contemplou o céu numa noite límpida e se viu como que rodeado de milhares de estrelas? “A glória das estrelas” inspira reverência. (1 Cor. 15:40, 41) Mas que aparência tem esse mesmo céu quando visto de uma rua numa cidade bem iluminada? A luz da cidade quase impossibilita vermos a luz que irradia de estrelas distantes. Será assim porque as luzes de ruas, estádios e edifícios são mais fortes ou mais bonitas do que a luz das estrelas? Não! Isso acontece porque as luzes da cidade estão mais próximas de nós e interferem no que podemos apreciar da criação de Jeová. De modo similar, ansiar no coração o tipo errado de glória poderia nos impedir de apreciar e buscar a glória permanente que Jeová está disposto a nos conceder. w13 15/2 4:6, 8, 9”

7

João 13:14,15_ “Se eu, embora Senhor e Instrutor, lavei os vossos pés, vós também deveis lavar os pés uns dos outros. Pois estabeleci o modelo para vós, a fim de que, assim como eu vos fiz, vós também façais.”

“Quando Jesus lavou os pés dos apóstolos, não era a primeira vez que ele destacava o valor da humildade. Numa ocasião anterior, quando alguns apóstolos mostraram um espírito de competição, Jesus colocou uma criancinha ao seu lado e disse a eles: “Todo aquele que receber esta criancinha à base do meu nome, também a mim me recebe, e todo aquele que me receber, recebe também aquele que me enviou. Pois, quem se comportar como menor entre todos vós é o que é grande.” (Luc. 9:46-48) Sabendo que os fariseus procuravam destaque, Jesus disse mais tarde no seu ministério: “Todo aquele que se enaltecer será humilhado, e aquele que se humilhar será enaltecido.” (Luc. 14:11) Obviamente, Jesus deseja que seus seguidores tenham humildade mental, sem orgulho e arrogância. w12 15/11 2:2, 3”

8

João 13:15_“Estabeleci o modelo para vós, a fim de que, assim como eu vos fiz, vós também façais.”

“É a última noite da vida de Jesus na Terra, e ele está com seus apóstolos num sobrado em Jerusalém. Durante a ceia, Jesus se levanta e põe de lado a sua veste exterior. Ele amarra uma toalha na cintura. Coloca água numa bacia, lava os pés dos discípulos e os enxuga com a toalha. Em seguida, veste a sua roupa exterior. Por que Jesus realizou esse gesto de humildade? (João 13:3-5) O próprio Jesus explicou: “Sabeis o que vos tenho feito? . . . Se eu, embora Senhor e Instrutor, lavei os vossos pés, vós também deveis lavar os pés uns dos outros.” (João 13:12-14) Por se dispor a realizar uma tarefa tão humilde, Jesus ensinou aos apóstolos uma lição prática que ficaria bem gravada na mente deles e os incentivaria a ser humildes nos dias à frente. w12 15/11 2:1, 2”

9

João 13:34_“Ameis uns aos outros.”

“O amor nos faz querer fazer o bem a outros. (Rom. 13:8-10) Por exemplo, o amor pelo cônjuge manterá imaculado o leito conjugal. O amor pelos anciãos e o respeito pelo seu trabalho nos ajudarão a ser obedientes e submissos à sua direção. Filhos que amam os pais lhes obedecem e dão honra, e não falam mal deles. Se amamos o próximo, não o consideramos inferior nem nos dirigimos a ele com falta de respeito. (Tia. 3:9) E os anciãos que amam as ovelhas de Deus as tratam com ternura. (Atos 20:28, 29) A qualidade do amor deve se destacar também no ministério. Apesar da apatia ou reação negativa de alguns, continuamos a pregar as boas novas. Se realmente amamos a Deus e ao próximo, encaramos a pregação do Reino como um grande privilégio e a realizamos com alegria. — Mat. 10:7. w12 15/5 4:14-16
Leitura da Bíblia para a Comemoração: (Eventos durante o dia: 10 de nisã) João 12:20-50”

10

João 16:13_ “[O espírito santo] vos guiará a toda a verdade.”

“Assim como os cristãos ungidos, membros alertas da grande multidão também se apegam ao canal designado por Deus para fornecer alimento espiritual. (Sal. 119:130) Fortalecidos, eles também estão preparados para a volta de Cristo, ativos mesmo sob severa provação. Num campo de concentração nazista, por exemplo, de início os irmãos tinham apenas uma Bíblia. Eles oraram por mais alimento espiritual. Pouco depois, souberam que um irmão recentemente preso introduzira no campo alguns exemplares novos de A Sentinela, escondidos dentro de sua perna artificial de madeira. Entre os sobreviventes havia um irmão ungido chamado Ernst Wauer, que disse mais tarde: “Jeová nos ajudava de maneira maravilhosa a memorizar as ideias fortalecedoras dos artigos.” Daí acrescentou: “Hoje em dia é muito fácil conseguir alimento espiritual, mas será que sempre temos apreço por ele?” w12 15/9 4:14”

11

João 16:13_“Quando o espírito da verdade chegar, ele vos guiará a toda a verdade.’ ”

“Jesus estava disposto a partilhar o que sabia sobre Jeová. E revelou o Pai plenamente a outros. (Mat. 11:27) Além disso, Jesus conferiu a seus discípulos a ‘capacidade intelectual para obterem conhecimento’ do Deus verdadeiro, Jeová. (1 João 5:20) O que isso significa? Jesus abriu a mente de seus seguidores para que entendessem seus ensinos a respeito do Pai. Ele não ocultou seu Pai numa nuvem de mistério por ensinar que Jeová fosse parte de uma incompreensível Trindade. Será que Jesus revelou tudo o que sabia a respeito de seu Pai? Não, ele sabiamente evitou partilhar muitas coisas que sabia. (João 16:12) Por quê? Porque àquela altura seus discípulos ‘não eram capazes de suportar’ tal conhecimento. Jesus esperou até que os discípulos se tornassem maduros e capazes de entender certos fatos a respeito do Pai. Jesus bondosamente levou em conta as limitações deles. w12 15/4 1:14, 15”

12

João 16:32_“Não estou sozinho, porque o Pai está comigo.”

“Jesus reconheceu que haveria problemas durante o período de sua presença, mas ele disse: “Não fiqueis apavorados.” (Luc. 21:9) Com Jesus como Rei e o apoio do Criador do Universo, temos todos os motivos para ter confiança. Note algumas expressões da forte convicção de servos de Deus. Davi disse: “Jeová é a minha força e o meu escudo. Nele tem confiado meu coração e eu tenho sido ajudado, de modo que meu coração se rejubila.” (Sal. 28:7) Paulo expressou sua inabalável confiança, dizendo: “Em todas estas coisas estamos sendo completamente vitoriosos, por intermédio daquele que nos amou.” (Rom. 8:37) O que é evidente nessas expressões? Todas elas revelam confiança inabalável em Jeová. Desenvolver esse tipo de confiança em Deus pode nos dar coragem para enfrentar qualquer problema atual. — Sal. 46:1-3. w12 15/10 1:14, 15”

13

João 17:26_ “Tenho dado a conhecer o teu nome.”

“Desde a infância, Jesus nos deixou um modelo de humildade. Embora fosse criado por pais imperfeitos — José e Maria —, Jesus humildemente “continuou a estar-lhes sujeito”. (Luc. 2:51) Como adulto, Jesus mostrou humildade por dar preferência a fazer a vontade de Jeová, não a sua. (João 4:34) No seu ministério, Jesus Cristo usou o nome de Deus e ajudou pessoas sinceras a adquirir conhecimento exato sobre as qualidades de Jeová e seu propósito para a humanidade. E Jesus viveu em harmonia com o que ensinava sobre Jeová. Na oração-modelo, por exemplo, a primeira coisa que ele mencionou foi: “Nosso Pai nos céus, santificado seja o teu nome.” (Mat. 6:9) Desse modo Jesus instruiu seus seguidores a fazer da santificação do nome de Jeová um assunto de importância principal. Além disso, no seu ministério, por tudo o que Jesus fazia na Terra, ele dava o crédito a Jeová. — João 5:19. w12 15/11 2:7, 8”