Imunidade Adquirida - Linfócito T Flashcards Preview

Imunologia > Imunidade Adquirida - Linfócito T > Flashcards

Flashcards in Imunidade Adquirida - Linfócito T Deck (36)
Loading flashcards...
1

Marcadores células T maduras

CD2;
CD3;
TCR;
CD4 / CD8;

2

Resposta inata

Ocorre de forma imediata após agressão;
Reconhece estruturas partilhadas por microorganismos;
Diversidade limitada;
Ausência de memória => NK e macrófagos não conseguem criar cél. de memória;
Não reativo ao self;

3

Células da resposta inata

1. Macrófagos ou fagócitos;
2. Céluls NK;
3. Granulócitos;

4

Resposta adquirida ou adaptativa

Matura ao longo do tempo, a partir do estímulo inicial;
Reconhe Ags microbianos e não microbianos;
Diversidade muito grande;
Há formação de células de memória;
Não reativo ao próprio;
Mediada por células com recetores específicos para Ag, cuja especificidade se desenvolve a partir da recombinação génica => mediador fundamental da resposta;

5

Células da resposta adaptativa

Linfócitos

6

Etapas da resposta adaptativa

1. Fase de reconhecimento (APCs);
2. Fase de ativação => há expansão clonal e SÓ há diferenciação de células B (célula T já está totalmente diferenciada);
3. Fase efetora => eliminação do Ag;
4. Fase de declínio (homeostase) => apoptose das cél. efetoras;
5. Memória => nos OLS, aumentam ativação em contacto com 2ª estimulação e diminuem tempo de resposta;

7

Imunidade humoral

Linfócitos B e Acs;
Principal mecanismo de defesa contra organismos e toxinas extracelulares;

8

Imunidade Celular

Linfócitos T: necessidade de APC;
Principal mecanismo de defesa contra organismos intracelulares e fagocitados;

9

CCR7 em células dendríticas

Mostra que célula está em processo de maturação

10

Vias de apresentação de antigénios pelas células dendríticas

º Fagocitose mediada por recetor => bactérias extracelulares - MHC II;
º Macropinocitose => bactérias extracelulares, Ags solúveis, partículas virais - MHC II;
º Infeção viral => vírus - MHC I;
º Cross presentation após fagocitose ou macropinocitose => Vírus - MHC I;
º Transferência entre células dendríticas => vírus - MHC I (não sem tem a certeza se há capacidade de transferência de Ags entre células dendríticas);

11

Migração dos linfócitos para órgãos linfoides periféricos

Passagem de linfóciitos através das paredes dos HEV (high endotelial venule);
- Rolamento;
- Ativação;
- Adesão;
- Diapedese;

12

CD62L

Marcador de células T naive => antes de entrarem nos OLS

13

CXCL2

A sua expressão ou do seu recetor indica que já estão nos OLS

14

Seletinas

Linfócitos = L seletina;

15

Recetores da L seletina

HEV: CD34 (marcador de imaturidade) e Gly-CAM1;
Endotélio: MAdCAM-1

16

ICAM-1

Permite diapedese
º LFA-1:ICAM-1 funciona como coestimulação linfocitária

17

LFA-1

Dimeriza, após a ligação CCR7:CCL21, e permite:
- Entrada dos linfócitos nos OLS;
- Ativação linfocitária;
º LFA-1:ICAM-1 funciona como coestimulação linfocitária

18

Ativação linfócito T

1. Apresentação antigénica via MHC
2. Coestimuladores (LFA-1 liga-se a ICAM-1 e B7 liga-se a CD28)
2.1. IL-2 não ativa, mas aplifica ativação
º Se só houve apresentação antigénica via MHC, a célula torna-se ANÉRGICA

19

Diferenciação após ativação das células T

É funcional e não maturativa => forma clones de memória

20

Ativação células T naive

São ativados fatores de transcrição = NFAT (específico de cél. T), AP-1, NFkB (inespecífico);
- Promovem estabilizam de mRNA;
- Promovem transcrição do gene de IL-2;

21

IL-2

Fator de sobrevivência e de diferenciação;
O seu recetor é trimérico (na versão de alta afinidade), sendo que só se torna trimérico por ativação das células T

22

Interleucinas e ativação linfocitária

Linfócitos B = IL-4;
Linfócitos T = IL-2

23

Excesso de ativação de linfócitos T

Provoca doença, e podemos INDUZIR ANERGIA

24

Coestimulação

Conceito EXCLUSIVO da ativação das células T naive
- As células T efetoras já não precisam de coestimulação para se ativarem

25

Anergia

Célula T naive anérgica não produz IL-2:
- Não há proliferação nem diferenciação

26

Marcadores de células T

Naive:
- CD62L (L-seletina);
- CD45RA;
Ativadas:
- CD45RO;
- LFA-1;
- VLA-4;

27

Subpopulações de células T efetoras

CD8 = citotóxicas:
- Função é matar células infetadas;
- Os seus alvos são vírus e algumas bactérias intracelulares;
CD4 Th1 = helper:
- Inflamatórias;
- Função é ativar macrófagos infetados e ajudar as células B a produzir Ag;
- Alvos são micróbios e bactérias extracelulares;
CD4 Th2 = helper:
- Ativam células B;
- Função é ajudar células B na produção antigénica, em especial no switch para IgE;
- Alvos são helmintas;
CD4 Th17 = helper:
- Função é aumentar resposta neutrofílica;
- Alvos são bactérias extracelulares;
CD4 Treg = células reguladoras:
- Inibem resposta das células T

28

Ligação do TCR nas células T citotóxicas

Dpende de:
- Afinidade das integrinas;
- Polarização da célula;
- Síntese ou secreção de moléculas efetoras;

29

Mecanismos de ação das células T CD8+

I. CTL reconhece e liga-se a célula infetada;
II. Programa a morte celular do seu alvo, induzindo a fragmentação do DNA;
III. CTL migra para nova célula;
IV. Célula atingida morre por apoptose;

30

Proteínas nos grânulos das células T CD8+

Perforina: transporta conteúdos dos grânulos até ao citoplasma da célula alvo;
Granzimas: serina proteases, ativam apoptose quando estão no citoplasma da célula alvo;
Granulisina: ação antimicrobicida, induz apoptose;
IFN gamma: inibe replicação viral;
IFN gamma + LT alpha + TNF alpha: ativação macrofágica;
LT alpha + TNF alpha: ligação com TNFR => morte