Imunidade Adquirida - Resposta Humoral Flashcards Preview

Imunologia > Imunidade Adquirida - Resposta Humoral > Flashcards

Flashcards in Imunidade Adquirida - Resposta Humoral Deck (28)
Loading flashcards...
1

Perfil Th1

Melhor função macrofágica;
Citocinas: IFN gamma e IL-12

2

Perfil Th2

Produção IgE = alergias;
Citocinas: IL-4, IL-13 e IL-5

3

Como começa a resposta adaptativa?

Com burst da célula dendrítica:
- Aumenta proliferação;
- Aumenta diferenciação das células T nos OLS;

4

Depois da fase efetora da resposta adaptativa, o que acontece?

Geração de Acs e células de memória;
Retorno à homeostasia (valores basais)

5

Ativação de células B e produção de Acs: FUNÇÃO

Neutralização;
Opsonização;
Ativação do complemento;

6

Ativação das células B naive

Após reconhecimento do Ag pela Ig de superfície:
- No sangue periférico;
- Nos OLS;
- Ligados a células dendríticas

7

IgG de superfície

Liga-se a grande variedade de Ags:
- Proteínas nativas;
- Glicoproteínas;
- Polissacáridos;
- Partículas virais;
- Partículas bacterianas;
=> Sinaliza ligação ao Ag;
=> Endocitose do Ag mediada pelo recetor;

8

Formas de resposta B

Duas formas:
- Timo dependente (com célula T);
- Timo independente (sem célula T)

9

Diferenciação das células B

B1:
- Linfócitos, mas respondem como células inatas = ILC;
- Com IgM e CD5 na superfície;
B2:
- Nas zonas marginais dos OLS;
- As B2 de transição têm IgM de superfície;
=> B2 marginais têm IgM e CD21/CR2 de superfície;
=> B2 foliculares têm IgM ou IgD de superfície;
- São timo dependentes;

10

Marcador CD5 nas células B

Produz autoanticorpos

11

Resposta B a Ags timo independentes

Ags TI-1 (ex: LPS):
- Não requer contacto direto com Th para ativação B;
- Produz essencialmente IgM;
- Resposta mediada por linfócitos B1 e da zona marginal;
- Normalmente, são Ags não proteicos (polissacáridos e lípidos);
- Capacidade intrínseca:
=> Indução de proliferação B (mitogénios);
=> O próprio Ag fornece os 2 sinais de ativação: com BCR e com recetores da resposta inata;
- Surge na defesa contra patogénios extracelulares quando ainda não se estabeleceu resposta timo dependente = 1ª linha;
- Atuação em dois tempos: 2 tipos de estruturas promovem ativação;

Ags TI-2 (ex: polissacáridos capsulares):
- Estruturas altamente repetitivas: ativação associada à repetição;
- Ativação apenas de células maturas;
- Quantidade de BCR a reconhecer o Ag é crítica:
=> Se for elevada, há anergia da célula B;
=> Se for baixa, o sinal ativador é insuficiente;
- Promovem fagocitose e apresentação às células T;
- Células dendríticas produzem BAFF que aumenta produção de Acs contra Ags TI-2, e induz o class switch => resposta innate like mas mais próxima da adaptativa;
- CD21 reconhece as partículas opsonizadas no patogénio;
=> Baixa expressão de CD21 nos RN leva a resposta inadequada a polissacáridos;

12

Resposta B a antigénios timo dependentes

Ativação da célula B:
- Antigénio;
- Contacto direto B e Th;
Antigénios proteicos;
Linfócitos B2;
Maturação da afinidade;
Hipermutação somática;
Class switch;
Resposta a 2 tempos:
1.- Formação de focos primários (plasmócitos de vida curta);
2.- Desenvolvimento de centros germinativos (diferenciação em plasmócitos de vida longa e células B de memória);

13

Focos primários

1ª fase da resposta B a antigénios timo dependentes nos OLS:
- Há ativação de linfócitos B e T;
- Prolfieração e diferenciação de células B;
- Plasmócitos de tempo de vida curto e células que migram para centro germinativo;

14

Folículos primários

2ª fase da resposta B a antigénios timo dependentes nos OLS:
- Formação de centros germinativos;
- Plasmócitos de tempo de vida longo e células B de memória;
- Estimulação de células B de memória no 2º contacto com antigénio;

15

Funções do BCR na resposta B a antigénios timo dependentes

Ativação dos linfócitos B;
Internalização do Ag para apresentação a células T

16

Ativação do BCR na resposta B a antigénios timo dependentes

º Implica a junção de 2 ou mais BCR por Ags multivalentes (crosslink) - há ativação de vias de sinalização intracelulares;
º Complexo CD19-CD21-CD81 atua como regulador positivo da ativação linfocitária B (via BCR);
º Recetor de baixa afinidade de Fc (FcRIIIB1) e CD22 são reguladores ngativos do sinais de Ca2+ mediados pelo BCR;

17

Pax-5

Células B de memória

18

IRF-4

Plasmócitos

19

Ligação do Ag timo dependente

- Nos OLS e no sangue periférico (SINAL 1):
º Provoca agregação de 2 ou mais Igs de membrana que constituem o BCR
- Na zona T:
º DC:Ag + Linfócito Th naive => Linfócito Th;
- Na fronteira B-T (SINAL 2):
º Linfócito B com MHCII:Ag liga-se ao linfócito Th;
º CD40:CD40L;

20

Quais as mutações mais importantes no Ac?

As mutações na zona do domínio variável = zona que liga ao Ag

21

Como distinguir uma infeção primária de uma secundária?

Pelos IgG e avidez de ligação:
- Ligação com baixa avidez: contacto inicial, ainda não houve maturação de afinidade;
- Ligação com alta avidez: contacto há mais tempo;

22

Resposta B timo dependente a antigénios não proteicos

É induzida, porque as células T não reconhecem estes Ags;
- Há junção de componente proteico;

23

Class switch

Permitido pela secreção de citocinas;
- Informação dada pela CD40:CD40L é crucial para este fenómeno

24

IL-4

Direciona para produção IgE

25

IFN gamma

Perfil pro inflamatório
- Resposta Th1 => IgG: opsonização + fagocitose

26

Qual o componente secretor da IgA?

A cadeia J => dá proteção

27

Deficiência de IgA: compensação

Compensada por IgM secretória (tem cadeia J) = capaz de fazer transtocitose

28

Mecanismos efetores da imunidade humoral

- Neutralização de toxinas;
- Neutralização de partículas virais;
- Inibição da adesão de partículas bacterianas;
- Ativação do complemento:
º Via clássica é melhor ativada pela forma pentamérica do IgM;
- Remoção de complexos imunes circulantes por recetores do complemento;
- Ações mediadas por recetores Fc (determinam especificidade celular da resposta mediada por Igs):
º Opsonização (mediada por recetores de IgG especialmente em fagócitos);
º ADCC;
º Desgranulação de mastócitos;