AVE/ TCE = MEMBRO SUPERIOR Flashcards Preview

Mão > AVE/ TCE = MEMBRO SUPERIOR > Flashcards

Flashcards in AVE/ TCE = MEMBRO SUPERIOR Deck (43)
Loading flashcards...
1

ARTERIAS ENVOLVIDAS E DÉFICTIS

ART. CEREBRAL MÉDIA - MMSS/ FACE/ FALA
ART. CEREBRAL ANTERIOR - MMII
ART. CEREBRAL POSTERIOR - VISÃO

2

COMPROMETIMENTO SENSITIVO

PIOR prognóstico

3

COMPROMETIMENTO MOTOR

PARALISIA FLÁCIDA - 24h- SEMANAS
AUMENTO DO TONUS MUSCULAR
48h- adutor ombro/ rotador interno/ flexor cotovelo, punho e dedos aumentados
Recuperação PROXIMAL-DISTAL

4

SD. NEURONIO MOTOR SUPERIOR

ESPASTICIDADE

5

TÉCNICAS DE BLOQUEIO EM ESPASTICIDADE

ADUTORES DO OMBRO
(m. peitoral maior, grande dorsal, redondo maior) = n. toracodorsal (fenol)
FLEXORES DO COTOVELO
(m. bíceps e braquial = botox)
FLEXORES DE PUNHO E DEDOS + INTRÍNSECOS
(BOTOX - polegar aduzido, dedo em pescoço de cisne e limitação de ADM MFC_F)

6

DEFORMIDADES MAIS COMUNS = OMBRO (++)

OSSIFICAÇÃO HETEROTÓPICA - mais comum INFERIOR E MEDIAL.
CAPSULITE ADESIVA - dor, adesivo, recupera = ARTROSCOPIA = sinovite, contração capsular, aumento contratura, contração severa.
SUBLUXAÇÃO INFERIOR = SUSPENSÃO PELO BÍCEPS
ABDUÇÃO ESPÁSTICA = hiperatividade supraespinhal
ADUÇÃO ESPÁSTICA = rotação interna

7

DEFORMIDADES MAIS COMUNS = COTOVELO

OSSIFICAÇÃO HETEROTÓPICA 90% - mais comum POSTEROLATERAL (compressão N.ULNAR)
FLEXÃO ESPÁSTICA - FENOL + BOTOX
EXTENSÃO ESPÁSTICA

8

DEFORMIDADES MAIS COMUNS = ANTEBRAÇO

OSSIFICAÇÃO HETEROTÓPICA
ESPASTICIDADE
SUPINAÇÃO ESPÁSTICA = reorientação do BÍCEPS

9

DEFORMIDADES MAIS COMUNS = PUNHO

FLEXÃO ESPÁSTICA - FRC/FUC/PL/FSD/FPD (Voluntário = alongamento / não funciona = artrodese)
EXTENSÃO ESPÁSTICA

10

DEFORMIDADES MAIS COMUNS = MÃO

MÃO EM GARRA
PUNHO CERRADO (ESPASTICIDADE) = TRANSFERIR FSD - FPD
POLEGAR EMPALMADO = ALONGAMENTO DO FLP/ DESLIZAMENTO TENAR
INTRINSECOS - LIBERAÇÃO

11

GRAU DE FORÇA MOTORA (MMSS -5/6 PARA SER FUNCIONAL).

1- FLÁCIDO
2- RÍGIDO
3- PADRÃO REFLEXIVO
4- PADRÃO VOLUNTÁRIO
5 - PADRÃO SELETIVO OVERLAY
6 - SELETIVO

12

NO TRM CERVICAL, COMO SE CHAMA O NÍVEL LESIONADO?

METÂMERO LESIONADO
ACIMA = NORMAL
METÂMERO - AUSENTE
ABAIXO - FUNÇÃO PODE SER ESTIMULADA SE O NEURONIO MOTOR INFERIOR ESTIVEL ÍNTEGRO

13

EVOLUÇÃO DA DENERVAÇÃO MUSCULAR -NÍVEL DA LESÃO (24 MESES)

1/3 dos mm com força 0 melhoram para força 3 com 6 meses
Todos os músculos com força 1 melhoram para força 3 com um ano, exceto o tríceps

14

CANDIDATOS A CIRURGIA DE RECONSTRUÇÃO EM MMSS APÓS TETRAPLEGIA

MAIS DE 12 MESES DE LESÃO
CLINICAMENTE ESTÁVEIS
SEM CONTRATURAS/ DOR/ ESPASTICIDADE
DÉFICTS PODEM MELHORA COM PROCEDIMENTO

15

TRANSFERENCIAS TENDINOSAS NA TETRAPLEGIA

CONTROLE VOLUNTÁRIO E FORÇA
POUCOS DOADORES (EVITAR PIORAR)
1) extensão do punho
2) pinça
3) preensão
4) liberação

16

ARTRODESES NA TETRAPLEGIA

CONTROLE DE ARTICULAÇÕES DIFÍCEIS (POLEGAR E IFP INDICADOR)
NÃO artrodesar PUNHO (perde tenodese).

17

TRANSFERENCIA DE BÍCEPS PARA TRÍCEPS

AVALIAR BRAQUIORRADIAL (FLEXÃO DO COTOVELO EM SUPINAÇÃO) E SUPINADOR
VIA MEDIAL > VIA LATERAL (RISCO DE LESÃO N. RADIAL)
TENSIONAR ATÉ FLEXÃO PASSIVA DE 60-90º + gesso em flexão de 30º por 4 semanas + reforço muscular com 8 sem.

18

TRANSFERENCIA DELTÓIDE PARA TRÍCEPS

PIOR QUE BÍCEPS
DELTOIDE MÉDIO + 1/3 POSTERIOR
ENXERTO = MOBERG - extensor dos dedos do pé / fascia lata/ tibial anterior/ EUC / CASTRO E LOPES = 1/3 CENTRAL DO TRÍCEPS
TENSIONAR COM OMBRO EM 40º ABDUÇÃO + gesso em flexão de 10º + evitar aduzir ombro por 6 sem.

19

PRONAÇÃO DO ANTEBRAÇO

TEM EXTENSORES DO PUNHO
ZANCOLLI - bíceps -hemitendão da a volta no colo do rádio.

20

OPÇÕES PARA PACIENTES GRUPO 0 (NENHUM MUSCULO COM FORÇA 4 ABAIXO DO COTOVELO)

1) TRANSFERENCIAS PARA EXTENSÃO DO COTOVELO
2) SE BR FUNCIONANTES = TRANS. EXTENSOR DE PUNHO.

21

OPÇÕES PARA PACIENTES GRUPO 1 (BR=4/ DEMAIS <4)

1) BR = ERCC (ERLC = NÃO (DESVIO RADIAL)) = FREEHER e MAST - tensão com cotovelo em 90º de extensão e punho com 45º (flete cotovelo=flete punho)
2) PINÇA DE CHAVE (FLP) = MOBERG = FLP NO RADIO DISTAL (Tenodese do ECP no dorso do metacarpo para evitar hiperflexão da MCF)

22

OPÇÕES PARA PACIENTES GRUPO 2 (ERLC) E 3 (ERCC) (BR E EXTENSORES PUNHO FUNCIONANTES)

DIFICIL DIFERENCIAR (GREEN NÃO USA)
BEAN´S SIGN = FOSSA ENTRE OS DOIS (FORÇA>4)
MOBERG = EXPLORAÇÃO CIRÚRGICA (ANESTESIA LOCAL + 5kg DE PESO NO ERCC (AGULHA) - SE AGUENTAR = FORÇA> 4)
ALLIOU = PRONADOR funcionante = OS DOIS COM FORÇA >4

23

OPÇÕES PARA PACIENTES GRUPO 2 (ERLC) E 3 (ERCC) (BR E EXTENSORES PUNHO FUNCIONANTES)

GRUPO 3 - RECONSTRUÇÃO CIRÚRGICA DE ZANCOLLI = TENODESE DOS EXTENSORES + ERLC - FPD / BR - FLP
HOUSE = ARTRODESE CARPOMETACARPICA (20 EXT/10 PRONA/30ABD PALMAR) + BR-FLP/ALP

24

OPÇÕES PARA PACIENTES GRUPO 4 (PR) E 5 (FRC) (BR E EXTENSORES PUNHO FUNCIONANTES)

PR - perde força de propulsão da cadeira de rodas ERCC e FRC controle punho (EVITAR)
HOUSE 2 ESTÁGIOS =
1)ARTRODESE CARPOMETACARPICA + TENODESE ELP + TENODESE ECD NO RADIO DISTAL + TENODESE DOS INTRÍNSECOS
2) 3 MESES - ERLC PARA FPD/ BR PARA FLP

25

OPÇÕES PARA PACIENTES GRUPO 4 (PR) E 5 (FRC) (BR E EXTENSORES PUNHO FUNCIONANTES)

OPONENTOPLASTIA = transferencia de um motor ou flexor paralisado (enxerto de tendão in situ) - BR no grupo 5 e FUC no 7e 8

26

OPÇÕES PARA PACIENTES GRUPO 6 (ECD) E 7 (ELP) (BR E EXTENSORES PUNHO/ FRC FUNCIONANTES)

NÃO RECONTROI EXTENSORES
FLAT HAND - NÃO PINÇA
TENODESE DO ELP - ECD/ ERLC - FPD/ BR - FLP

27

OPÇÕES PARA PACIENTES GRUPO 6 (ECD) E 7 (ELP) (BR E EXTENSORES PUNHO/ FRC FUNCIONANTES)

ZANCOLLI - LAÇO (RECONSTRUÇÃO DOS INTRÍNSECOS) = FSP VOLTA NA POLIA A1 (BR NO FSD)

28

OPÇÕES PARA PACIENTES GRUPO 8 (FUC E FPD - ULNAR MAIS FORTE)

INSUFICIENCIA DOS INTRÍNSECOS
RECONTRUÇÃO EM 2 ESTÁGIOS - ZANCOLLI
1) TRANSFERENCIA LADO A LADO - FPD (ANTEBRAÇO) + BR - FLP
2) OPONENTOPLASTIA - FUC + enxerto PL inserido na BASE DA FALANGE PROXIMAL DO POLEGAR
LAÇO - ERLC PARA FSD APÓS LASSO

29

OPÇÕES PARA PACIENTES GRUPO 9

NÃO TEM INTRÍNSECO (RARO)
OPONENTO + ZANCOLLI

30

MEMBRO SUPERIOR NO PC ESPÁSTICO

RI ombro
Flexão cotovelo
Pronação antebraço
Flexão de dedos e punho
Intrínsecos espásticos
Polegar aduzido (polegar na palma)