PLEXO BRAQUIAL + PO Flashcards Preview

Mão > PLEXO BRAQUIAL + PO > Flashcards

Flashcards in PLEXO BRAQUIAL + PO Deck (59)
Loading flashcards...
1

ONDE SE LOCALIZAM OS GÂNGLIOS DORSAIS (SENSITIVOS)?

DENTRO DOS FORÂMENS
RAMOS DORSAIS PARA MUSCULATURA PARAVERTEBRAL

2

LESÕES POR AVULSÃO

PRÉ-GANGLIONARES (NÃO REPARA)
ESTIRAMENTO/RUPTURA (PÓS GANGLIONARES = REPARO)

3

NERVO E TRONCOS LOCALIZAM-SE

PLEXO SUPRACLAVICULAR

4

DIVISÕES ANTERIOR E POSTERIOR

PLEXO RETROCLAVICULAR

5

CORDAS E RAMOS TERMINAIS

PLEXO INFRACLAVICULAR

6

RAMOS DIRETOS DE C5

NERVO FRÊNICO/ DORSAL DA ESCÁPULA
C5-C6-C7 = TORÁCICO LONGO

7

RAMOS DIRETOS DO TRONCO SUPERIOR

NERVOS SUPRAESCAPULAR E N. SUBCLÁVIO

8

RAMOS DIRETOS DO PLEXO INFRACLAVICULAR

CORDÃO LATERAL = N. PEITORAL LATERAL
CORDÃO POSTERIOR = N. SUBESCAPULAR SUPERIOR/ TORACODORSAL/ SUBESCAPULAR INFERIOR
CORDÃO MEDIAL = N. PEITORAL MEDIAL, CUTANEO MEDIAL DO BRAÇO E ANTEBRAÇO

9

QUAIS AS RAIZES MAIS RESISTENTES?

C5,C6,C7 - ESTIRAMENTO
C8-T1 (FRACAS) - AVULSÃO
2/3 SUPRACLAVICULARES
1/3 RETRO E INFRA (PODE HAVER LESÃO EM 2 NÍVEIS)

10

LESÕES ASSOCIADAS

75% TCE/ TRAUMA TORAX/ FRATURAS CERVICAIS
20% TRAUMA VASCULAR (HEMATOMA, PSEUDOANEURISMA)

11

LESÃO C5 E C6

15% LESÃO DIRETAMENTE NO NERVO OU JUNÇÃO (ERB´S POINT)
OMBRO - limitação para estabilizar, abdução, RI/RE
COTOVELO - limitação flexão supinação antebraço

12

DISTRIBUIÇÃO DAS LESÕES DO PLEXO

C5 e C6 (Erb-Duchenne) = 15%
C5,C6 e C7 (“Erb´s plus”) = 20 a 35%
C8 e T1 ( Dejerine-Klumpke) = 10%
GLOBAL (C5-T1) = 50 a 75%
Lesão infraclavicular e dos ramos terminais

13

INDICATIVO DE LESÃO PRÉ-GANGLIONAR ALTA

ROMBOIDES - N.dorsal da escápula (ramo C5)
SERRÁTIL ANTERIOR - N. toracico longo (C5/6/7)
PLEXO PRÉ FIXADO = CONTIBUIÇÃO C4 (romboides funcionam na avulsão de C5)
PLEXO PÓS FIXADO = CONTRIBUIÇÃO T2

14

INDICATIVO DE LESÃO PRÉ-GANGLIONAR BAIXA

Síndrome de Claude-Bernard-Horner = Lesão avulsão C8 e/ou T1 (Ptose,anidrose,enoftalmia e miose ) = perda do efluxo simpático devido avulsão do gânglio simpático de T1 (intimamente relacionado com raiz de T1)

15

INDICATIVO DE LESÃO PRÉ-GANGLIONICA

AUSENCIA DO TINNEL (região cervical anterior) + ATROFIA PARAESPINHAL

16

INDICATIVO DE LESÃO PÓS-GANGLIONICA

TINNEL + (infra e supraclavicular) + minima mobilidade

17

ACHADOS NO RX - LESÃO DE PLEXO

COLUNA - FRATURA PROCESSO TRANSVERSO = AVULSÃO
TORAX - ELEVAÇÃO DE CUPULA - N. FRÊNICO (C3/4/5) - LESÃO PROXIMAL PRÉ GANGLIONAR (MAL PROGNÓSTICO)
FRATURA 1 E 2 COSTELA

18

MIELOGRAFIA E MIELOTC

MELHOR COM 3-4 SEMANAS (AVULSÃO)
RNM - PSEUDOMENINGOCELES/ NEUROMA/ ALTERAÇÃO DE RAIZES (EDEMA)

19

ELETRODIAGNÓSTICO NO PLEXO

ENMG = 3-4 SEMANAS (DEGENERAÇÃO WALLERIANA) - COMPLETA/PARCIAL/REINERVAÇÃO
NCSs = conduçâo nervosa = SNAPs (potencial de ação do nervo SENSITIVO) = ÍNTEGRO + ANESTESIA DO MS = PATOGNOMONICO DE AVULSÃO RAIZ

20

O QUE É UMA LESÃO PÓS GANGLIONAR NÃO RECUPERÁVEL?

neuroma de continuidade sem resposta eletrofisiológica ou lesão pós-ganglionar por ruptura

21

LESÃO C5/C6 - OPÇÃO DE TRATAMENTO

faz-se a inervação do ombro (raiz de C5 = enxerto de interposição= divisão posterior tronco + transferência do n. acessório para o n.supraescapular

22

LESÃO C5/C7 - OPÇÃO DE TRATAMENTO

Enxerto de nervo e transferência de nervos (espinhal acessório, intercostais, ulnar e fascículos do mediano)

23

LESÃO C8/T1 - OPÇÃO DE TRATAMENTO

Enxerto de nervo NÃO é apropriado devido a longa distância de reinervação necessária.
Reconstruções: flexão do polegar, flexão dos dedos, oposição e correção da garra intrínseco-minus

24

LESÃO TOTAL - OPÇÕES DE TRATAMENTO

Flexão no cotovelo = reinervando bíceps/braquial
Estabilização do ombro,rot. externa,e abdução= reinervando o n.supraescapular e n.axilar
Sensibilidade na mão= reinervação da corda lateral (Distribuição de C6-C7)
Flexão dos dedos e punho. Quando possível a reinervação do tríceps deve ser considerada= antagonista da flexão do cotovelo além de potencializar a força nas transferências musculares funcionais que cruzam o cotovelo
Extensão dos dedos e punho
Funcionabilidade da musculatura intrínseca da mão

25

LESÃO TOTAL - TRATAMENTO GREEN

Prioridade MAIOR é a obtenção da FLEXÃO DO COTOVELO= transferência do n. intercostal para bíceps e neurotização de intercostal para m. grácil funcional
Rotação externa e estabilização do ombro= acessório para n.supraescapular/ transf. trapézio para stab.ombro
Flexão do cotovelo e extensão dos dedos= m.grácil funcional biarticular
Extensão do cotovelo= n. espinhal acessório
Sensibilidade n.mediano= transferências de ramos sensitivos do n. intercostal para o cordão lateral

26

TEMPO NECESSÁRIO PARA CIRURGIAS SECUNDÁRIAS NA LESÃO DO PLEXO

4-6 MESES APÓS EXPLORAÇÃO E REPARAÇÃO DO PLEXO (ARTRODESES).

27

INDICAÇÃO PARA NEURÓLISE

INTRA-OP = NEUROMA PÓS GANGLIONAR DE CONTINUIDADE E A PRESENÇA DE NAPs = LIBERAÇÃO DO EPINEURO

SEM NAPS = ENXERTO

28

RECONSTRUÇÃO ANATOMICA DO PLEXO

C5 = OMBRO (enxerto = n. supraescapular/ divisão posterior + tronco superior)
C6 = FLEXOR COTOVELO (enxerto = divisão anterior/ tronco superior)
C7 = EXTENSORES (enxerto = divisão posterior/ tronco médio)

29

ENXERTO PARA GRANDES PERDAS OU DIÂMETROS (C7 CONTRALATERAL)

NERVO ULNAR VASCULARIZADO

30

INDICAÇÕES PARA NEUROTIZAÇÃO

1) Lesão pré-ganglionar irreparável
2) pós ganglionar selecionada
3) reinervar tML