Diabetes Mellitus Flashcards Preview

Clínica Médica > Diabetes Mellitus > Flashcards

Flashcards in Diabetes Mellitus Deck (41):
1

 

METFORMINA 

Classe e mecanismo de ação

Q image thumb

 

Biguanida

Age no fígado,↑ sensibilidade à insulina;

PERDA DE PESO

2

 

Qual risco do uso da metformina?

Evitar em que situações?

 

RISCO DE ACIDOSE LÁCTICA

EVITAR:

  • Insuficiência renal
  • Insuficiência cardíaca
  • Insuficiência hepática

DEFICIÊNCIA DE B12?

A image thumb
3

 

PIOGLITAZONA

  • Classe farmacológica
  • Mecanismo de ação

Q image thumb

 

Classe: Tiazolinidenionas → GLITAZONAS

Mecanismo: ação no MÚSCULO, aumentando

 

A image thumb
4

 

PIOGLITAZONA

  • Efeitos colaterais
  • Contraindicações

 

  • RETENÇÃO HIDROSSALINA
  • GANHO de PESO!
  • ↑ risco de FRATURAS
  • NÃO USAR EM ICC

A image thumb
5

 

GLICLAZIDA

  • Classe farmacológica (outros exemplos)
  • Mecanismo de ação

Q image thumb

 

  • SULFONILUREIAS
  • Glibenclamida, Glimepirida
  • Aumentam secreção BASAL de insulina

A image thumb
6

 

GLICLAZIDA (SULF)

  • Efeitos colaterais

 

HIPOGLICEMIA

  • MAIOR risco: glibenclamida (2ª geração)
  • MENOR risco: glimepirida (3ª geração)

GANHO DE PESO

 

OBS: quanto maior a geração, menor o risco de hipoglicemia e menor a eliminação renal

7

 

NATEGLINIDA

  • Classe farmacológica
  • Mecanismo de ação

Q image thumb

 

GLINIDAS: Nateglinida; Repaglinida

↑ secreção PÓS-PRANDIAL de insulina

 

A image thumb
8

 

GLINIDAS

  • Efeitos colaterais
  • Contrainidações
  • Desvantagens

 

  • HIPOGLICEMIA
  • Nateglinida → insuf. renal ou hepática
  • Repaglinida → insuf. hepática

DESVANTAGENS:

  • Alto custo
  • Administração 3x/dia

9

 

ACARBOSE

  • Mecanismo de ação
  • Efeito colateral

 

Q image thumb

 

Inibe alfa-glicosidade → reduz absorção de carboidratos

Efeito colateral: flatulência!

A image thumb
10

 

SITAGLIPTINA

  • Classe farmacológica
  • Mecanismo de ação

Q image thumb

 

GLIPTINAS

(vildagliptina, saxagliptina, alogliptina, linagliptina)

INIBIDORES DO DPP-IV (enzima que inativa o GLP-1) → incretinomiméticos

NEUTRAS sobre o peso

A image thumb
11

 

EXENATIDA

  • Classe farmacológica
  • Mecanismo de ação

Q image thumb

 

AGONISTAS DO GLP-1

(liraglutida, lixisenatida, albiglutida, dulaglutida)

  • Incretinomiméticos
  • Atuam no receptor do GLP-1

A image thumb
12

 

AGONISTAS GLP-1

  • Efeitos adversos
  • Efeito sobre o peso

 

  • Náuseas, vômitos, constipação
  • Aumenta risco de pancreatite/neoplasias???
  • PERDA DE PESO → supressão do apetite
  • Injetáveis

13

 

DAPAGLIFOZINA

  • Classe farmaclógica
  • Mecanismo de ação

Q image thumb

 

INIBIDORES SGLT-2

(empaglifozina, dapaglifozina, canaglifozina)

  • Inibem receptor SGLT-2 no TCP renal
  • Glicosúria

 

A image thumb
14

 

INIBIDORES SGLT-2

  • Efeito sobre o peso
  • Efeitos adversos

 

  • PERDA de peso
  • ITU de repetição, candidíase
  • Poliúria
  • CUIDADO em idosos, para não depletar volemia!

15

 

Que drogas anti-diabéticas reduzem o risco cardiovasular?

 

  • LIRAGLUTIDA
  • EMPAGLIFOZINA

16

 

Que drogas anti-diabéticas diminuem resistência periférica à insulina?

 

  • METORFMINA
  • GLITAZONAS (pioglitazona)

17

 

Que drogas anti-diabéticas aumentam a secreção de insulina?

 

  • SULFONILUREIAS: glibenclamida, gliclazida, glimepirida → basal
  • GLINIDAS: nateglinida, repaglinida → pós-prandial

18

 

Que drogas anti-diabéticas reduzem absorção de glicose?

 

  • ACARBOSE

19

 

Que drogas anti-diabéticas aumentam incretinas?

 

  • Inibidores DPP-IV: sitagliptina, alogliptina
  • Análogos GLP-1: liraglutida, exenatida

20

 

Que drogas anti-diabéticas reduzem reabsorção renal de glicose?

 

Inibidores do SGLT2 → empaglifozina, canaglifozina, dapaglifozina

 

"gli foi sim, pelo rim"

21

 

Que drogas anti-diabéticas podem causar hipoglicemia?

 

  • Sulfonilureias
  • Glinidas

22

 

Que drogas anti-diabéticas promovem perda de peso e redução da aterosclerose?

 

  • METFORMINA
  • Liraglutida
  • Empaglifozina

23

 

Que drogas anti-diabéticas reduzem a glicemia pós-prandial?

 

  • GLINIDAS: repaglinida, nateglinida
  • ACARBOSE

24

 

Indicações para iniciar insulinização no início do tratamento do DM2?

 

  • HbA1c > 10% ou glicemia > 300
  • Gestação
  • Cirurgias, infecções
  • Disfunção orgânica avançada

25

 

Qual alvo de Hb glicada almejamos no trataemnto do DM?

 

HbA1c < 7%

  • Com flexibilização de acordo com o paciente
  • Idoso com muita comorbidade podemos deixar níveis maiores, para não ter risco de hipoglicemia
  • Jove podemos almejar níveis menores

26

 

Quais são os alvos de glicemia capilar que almejamos no tratamento do DM?

 

  • PRÉ-PRANDIAL: 80 - 130
  • PÓS-PRANDIAL: < 180

27

 

Quais são as complicações crônicas microvasculares do diabetes mellitus?

 

  • Retinopatia
  • Nefropatia
  • Neuropatia

28

 

Quando iniciar rastreio para complicações microvasculares do diabetes?

Com que frequência?

 

  • DM1 → 5 anos após dx
  • DM2 → NO MOMENTO do dx!

 

ANUALMENTE

29

 

Como é feito o rastreio das complicações microvasculares do DM?

 

  • Retinopatia → fundoscopia
  • Nefropatia → albuminúria e TFG
  • Neuropatia → exame neurológico e monofilamento

30

 

Quais as alterações que caracterizam a fase NÃO PROLIFERATIVA da RETINOPATIA DIABÉTICA

 

  • Microaenurismas
  • Exsudatos duros
  • Hemorragias em chama de vela
  • Exsudatos algodonosos
  • Veia em rosário

"Mico duro chama algodão de rosa"

A image thumb
31

 

Qual é a alteração característica da fase PROLIFERATIVA da retinopatia diabética?

 

NEOVASOS

A image thumb
32

 

Qual a medida mais importante para evitar progressão da retinopatia diabética?

 

CONTROLE GLICÊMICO RIGOROSO

A image thumb
33

 

Como é o tratamento sintomático da retinopatia diabética?

 

Anticorpos anti-VEGF

 

Fotocoagulação

A image thumb
34

 

Qual a definição de microalbuminúria?

 

Qual o tratamento?

 

Relação albuminúria/creatininúria > 30 mg/g 

igual a Albuminúria de 24h > 30mg/24h

 

CONTROLE GLICÊMICO +

Controle da ALBUMINÚRIA = iECA ou BRA-II

35

 

Qual a definição de macroalbuminúria?

 

Qual o tratamento?

 

Relação albuminúria/creatininúria > 300 mg/g 

igual a Albuminúria de 24h > 300mg/24h

 

CONTROLE GLICÊMICO +

Controle da ALBUMINÚRIA = iECA ou BRA-II +

Controle da PA (adiciona outro anti-hipertensivo)

36

 

Qual a lesão mais específica da nefropatia diabética na biópsia renal?

 

Glomeruloesclerose NODULAR

=

Nódulos de KIMMESTIEL-WILSON

A image thumb
37

 

Como é a característica clínica da neuropatia diabética?

 

POLINEUROPATIA SIMÉRICA DISTAL

 

Predomínio SENSITIVO

A image thumb
38

 

Como é o tratamento da neuropatia diabética?

 

CONTROLE GLICÊMICO

+ SINTOMÁTICOS

  • Pregabalina
  • Gabapentina
  • Duloxetina
  • Amitriptilina

39

 

Quais os outros padrões de neuropatia diabética além da polineuropatia simétrica distal?

 

  • MONONEUROPATIA: Mediano / III / VI 

 

  • DISAUTONOMIAS
    • Hipotensão postural
    • Incontinência feminina
    • Disfunção erétil
    • Gastroparesia

40

 

Quais os ácidos que se acumulam no estado de CETOACIDOSE DIABÉTICA?

 

  • Ácido beta-hidroxibutírico
  • Ácido acetoacético
  • Acetona

41

 

Quais são os critérios diagnósticos para cetoacidose diabética?

 

(1) HIPERGLICEMIA: HGT > 250

(2) CETONEMIA / CETONÚRIA: 3+ ou 4+

(3) ACIDOSE METABÓLICA:

pH < 7,30

HCO3 < 15