Grandes Síndromes Bacterianas Flashcards Preview

Clínica Médica > Grandes Síndromes Bacterianas > Flashcards

Flashcards in Grandes Síndromes Bacterianas Deck (107):
1

 

Qual a alteração patogênica inicial que permite os eventos subsequentes na gênese da Endocardite bacteriana?

 

LESÃO no ENDOCÁRDIO

2

 

Cite 3 fatores que predispõem à lesão endocárdica e endocardite

Qual o principal?

 

  • Uso de drogas INTRAVENOSAS
  • Próteses valvares → O PRINCIPAL
  • Caridopatia estrutural → prolapso de valva mitral

3

 

Quais as fases da patogenia da endocardite bacteriana?

 

1) LESÃO Endocárdica

2) Formação de TROMBOS

(Endocardite Trombótica Não Bacteriana)

3) Bacteremia

ENDOCARDITE BACTERIANA

4

 

Quais os principais agentes da endocardite que acometem uma valva nativa?

 

  • Staphylococcus → O PRINCIPAL
  • Streptococcus 
  • Enterococcus

5

 

Qual a valva mais acometida na endocardite?

 

MITRAL

6

 

Qual a ordem de acometimento das outras valvas na endocardite?

 

2) Aórtica

3) Mitro-Aórtica

4) Válvulas à direita

7

 

Qual a válvula mais acometida por endocardite em usuário de droga IV?

 

TRICÚSPIDE

8

 

Quais as bactérias associadas comum quadro subagudo (insidioso) de endocardite?

 

  • Streptococcus viridans → O MAIS COMUM
  • Enterococcus faecalis → 2º
  • Streptococcus gallolyticus ou bovis

 

9

 

Quala a bactéria mais envolvida em um quadro AGUDO (toxemiante) de endocardite?

Em quem é mais comum?

 

Staphylococcus aureus

Mais comum em usuários de droga IV

10

 

Quais as peculiaridades da endocardite em usuário de droga IV?

 

  • Mais em valva TRICÚSPIDE
  • Maioria SEM SOPROS
  • Possibilidade de MRSA

11

 

Qual o ∆t usado para raciocínio nas valvas protéticas?

 

2 MESES

1 ANO

12

 

Quais as bactérias mais envolvidas na endocardite de valva protética com < 2 meses de cx?

 

GERMES HOSPITALARES

  • Staphylococcus coagulase negativo
  • Staphylococcus aureus

Possuem MAIOR TAXA DE RESISTÊNCIA

13

 

Quais as bactérias mais envolvidas na endocardite de valva protética com > 1 ano de cx?

 

IGUAIS À ENDOCARDITE DE VALVA NATIVA

  • Streptococcus viridans
  • Enterococcus faecalis
  • Streptococcus gallolyticus
  • Staphylococcus aureus

14

 

Quais as bactérias mais envolvidas na endocardite de valva protética com > 2 meses e

 

MISTURA DE GERMES HOSPITALARES E GERMES DE VALVA NATIVA

15

 

Hemocultura na pesquisa de endocardite veio positiva para Streptococcus gallolyticus

O QUE FAZER?

 

INVESTIGAR PATOLOGIA ESTRUTURAL INTESITAL

Solicitar COLONOSCOPIA

Associado a neoplasia colorretal, pólipos, DIIs

16

 

Outros 2 grupos de germes envovlidos em endocardie de curso subagudo?

 

Grupo HACEK

Fungos

17

 

Qual o sinal/sintoma mais frequente na endocardite?

 

FEBRE

Presente em 90% dos casos

18

 

Como posso estabelecer o diagnóstico de endocardite pelos critérios de Duke?

(quantos devo preencher?)

 

2 MAIORES ou

1 MAIOR + 3 menores ou

5 menores

19

 

Quais são os critérios maiores de Duke?

 

1) HEMOCULTURA

  • Agentes típicos em 2 amostras colhidas em momentos e sítios diferentes
  • Hemoculturas persistentemtne positivas
  • Coxiella burnetti: 1 HMC ou sorolgia

2) ECOCARDIOGRAMA

  • Vegetação
  • Abscesso
  • Deiscência de cordoalha
  • Nova regurgitação valvar

20

 

Quais os critérios menores de Duke?

(não especificar os fenômenos)

 

OS 5 Fs

1) Fator de risco: predisposição/drogas IV

2) Febre ≥ 38ºC

3) Fenômenos Vasculares

4) Fenômenos Imunológicos

5) Faltou uma: HMC que não preenche critério maior

21

 

Quais são os fenômenos vasculares dos critérios de Duke?

 

  • Embolia arterial
  • Embolia pulmonar séptica
  • Aneurisma micótico (embolia dos vasa vasorum)
  • Hemorragia intracraniana
  • Petéquias conjuntivais
  • Manchas de Janeway

22

 

Quais são os fenômenos imunológicos dos critérios de Duke?

 

  • Manchas de Roth
  • Fator reumatóide (+)
  • GNDA → síndrome nefrítica
  • Nódulos de Osler

23

 

Qual é o tratamento da endocardite bacteriana de VALVA NATIVA?

Quais germes são cobertos por cada ATB?

 

PENICILINA → Streptococcus 

OXACILINA → Staphylococcus

GENTAMICINA → Enterococcus

INTRAVENOSO POR 4 - 6 SEMANAS

24

 

Qual é o tratamento da endocardite bacteriana em USUÁRIO DE DROGA IV?

Quais germes são cobertos por cada ATB?

 

VANCOMICINA → StreptococcusStaphylococcus potencialmente resistentes

GENTAMICINA → Enterococcus

INTRAVENOSO POR 4 - 6 SEMANAS​

25

 

Qual é o tratamento da endocardite bacteriana em VALVA PROTÉTICA?

Quais germes são cobertos por cada ATB?

Quanto tempo?

 

PARA VÁLVULAS INSERIDAS HÁ < 1 ANO!!

  • VANCOMICINA → Staphylococcus epidermidis (coagulase neg) e Staphylococcus aureus 
  • GENTAMICINA → Enterococcus faecalis
  • RIFAMPICINA → ação sinérgica no meta

VIA INTRAVENOSA POR 4 - 6 SEMANAS

ATENÇÃO: Para as válvulas implantadas há mais de 1 ano, o tratamento é igual endocarite de valva nativa

26

 

O que devo ter para indicar profilaxia para endocardite bacteriana?

(no geral, sem especificar)

 

PROCEDIMENTO DE RISCO

+

PACIENTE DE RISCO

27

 

Quais são os procedimentos considerados de risco para endocardite bacteriana?

(fazem bacteremia importante)

 

  • Procedimentos em gengiva
  • Procedimentos dentais em região periapical (ex. extração)
  • Procedimento com perfuração de mucosa oral ou respiratória

28

 

Que pacientes de risco para endocardite bacteriana?

 

  • Prótese valvar
  • Endocardite prévia
  • Cardiopatia cianótica não reparada
  • Reparo parcial de cardiopatia congênita
  • < 6 meses após reparo completo de cardiopatia congênita
  • Transplantados cardíacos que desenvolveram valvopatias

 

29

 

Como é feita a profilaxia ATB da endocardite bacteriana?

 

AMOXICILINA 2g VO 1h antes do procedimento

30

 

Profilaxia da Endocardite Bacteriana em paciente incapaz de ingesta oral?

 

  • Ampicilina 2g
  • Cefazolina
  • Ceftriaxona

31

 

Profilaxia da Endocardite Bacteriana em paciente alérgico a beta-lactâmicos?

 

  • Clincamicina (VO, IM ou IV)
  • Azitromicina ou Claritromicina VO

32

 

Qual a principal causa de óbito na endocardite bacteriana?

 

ICC por lesão valvar!

33

 

Quando indicar CIRURGIA VALVAR na Endocardite Bacteriana?

 

  • ICC com disfunção mitral/aórtica
  • Endocardite em prótese instável
  • Endocardite fúngica ou agente resistente
  • Manutenção da febre ou bacteremia por > 5 a 7 dias
  • Vegetações móveis > 10mm

OBS: Geralmente é uma valvoPLASTIA e não ua substituição

34

 

Qual o principal agente envolvido em TODOS os tipos de ITU?

 

Escherichia coli

35

 

Como definir bacteriúria assintomática?

 

Pacientes assintomáticos com URINOCULTURA mostrando:

  • ≥ 10UFC/mL → urina jato médio
  • ≥ 102 UFC/mL → cateterização vesical

36

 

Quando tratar bacteriúria assintomática?

 

  • GESTANTES
  • Pacientes que irão realizar procedimentos urológicos invasivos

HARRISON - pode haver benefício em:

  • Transplantados renais
  • Neutropênicos

37

 

Qual a característica IMPORTANTE da cistite, além dos sintomas irritativos, que a diferencia de pielonefrite?

 

AUSÊNCIA DE FEBRE / sintomas sistêmicos

38

 

Qual a primeira escolha terapêutica para CISTITE segundo o MINISTÉRIO DA SAÚDE?

 

 

FOSFOMICINA 3g dose única

39

 

Qual a segunda escolha terapêutica para CISTITE segundo o MINISTÉRIO DA SAÚDE?

(quanto tempo?)

 

 

QUINOLONA (ciprofloxacino / norfloxacino)

por 3 dias

 

40

 

Quando prolongar tratamento da cistite?

por quanto tempo?

 

  • Cistite recorrente
  • Cistite em homens

Tratar durante 7 dias

41

 

Quando tratar candidúria assintomática?

 

COMUM em pacientes com SVD, especilamente nos diabéticos, tratados com ATB amplos, internados em CTI

Geralmente, recomenda-se NÃO TRATAR, exceto:

  • Neutropênicos
  • Instabilidade clínica
  • Manipulação urológica
  • RN com baixo peso 

42

 

Como tratar candidúria?

 

Fluconazol 200 - 400mg por 14 dias

43

 

Urina de coloração roxa

Pensar em...

 

Infecção urinária por gram-negativos

Proteus, Providencia, Klebsiella

44

 

O que é uma pielonefrite NÃO COMPLICADA?

 

Pielonefrite em indivíduo com trato urinário NORMAL (anatômica e neurologicamente)

45

 

O que define uma pielonefrite COMPLICADA?

 

Pielonefrite em pacientes com:

  • Catéter urinário
  • Cálculo urinário
  • Outras anormalidades estruturais/funcionais do trato urinário
  • Complicações → abscesso, pielonefrite enfisematosa, necrose de papila...

ALGUMAS REFERÊNCIAS

  • Do sexo masculino
  • Gestantes
  • Crianças
  • Hospitalizados

 

46

 

Qual o sexo mais acometido por pielonefrite?

Em toda faixa etária?

 

SEXO FEMININO entre 1-50 anos

PERÍODO NEONATAL: Meninos tem mais

> 50 anos: igual entre os sexos

47

 

Fatores de risco para ITU

 

  • História de ITU prévia
  • Sexo feminino, atividade sexual, menopausa, uso de diafragma com espermicida
  • Anormalidades funcionais ou anatômicas do trato urinário
  • Instrumentação urinária
  • DM e imunossupressão
  • Gravidez

48

 

Qual a principal via de contaminação renal

 

Via ascendente, a partir da uretra

49

 

Que germe é o mais comum na pielonefrite complicada?

Pensar em mais algum outro?

 

Escherichia coli → É SEMPRE A MAIS COMUM

OUTROS IMPORTANTES

  • Pseudomonas aeruginosa
  • Enterobacter spp.
  • Enterobacteriaciae
  • Fungos

50

 

Que sintoma é muito importante na pielonefrite e a diferencia da cisitite?

 

FEBRE e outros sinais de acometimento sistêmico

51

 

Suspeita de pielonefrite → que exames são OBRIGATÓRIOS?

 

  • Análise de urina com bacterioscopia por gram
  • Pesquisa de piúria
  • Cultura de urina + TSA
  • Hemocultura + TSA

52

 

Que achado no EAS deve estar presente na pielonefrite?

 

PIÚRIA!

53

 

Quando solicitar exame de imagem na pielonefrite?

Qual exame?

 

TC DE VIAS URINÁRIAS

  • Dúvida diagnóstica
  • Falha do tratamento
  • Suspeita de abscesso ou obstrução

54

 

Se optar por tratamento ambulatorial da pielonefrite → que ATB escolher?

 

  • LEVOFLOXACINO 500 - 750 mg 1x/dia
  • CIPROFLOXACINO 500mg 2x ou 1000mg XR 1x

55

 

Se optar por tratamento parenteral da pielonefrite NÃO COMPLICADA → que ATB?

 

  • Ceftriaxone 1g 1x/dia
  • Ciprofloxacino 400mg 2x/dia
  • Levofloxacino 750 mg 1x/dia

56

 

Qual o tratamento da pielonefrite complicada?

 

HOSPITALAR

  • Piperacilina + Tazobactam 3,375g 6/6h
  • Cefepime 1g 12/12h
  • Meropenem 1g 8/8h
  • Imipenem 500mg 6/6h

57

 

Que drogas devemos evitar para o tratamento de ITU na gestante?

 

QUINOLONAS e SULFONAMIDAS

58

 

Suspeita forte de Endocardite, mas hemoculturas persistetemente negativar → PENSAR EM...

 

  • Microorganismos do grupo HACEK
  • Fungos
  • Microorganismos menos virulentos

59

 

Bacteremia documentada por Staphylococcus aureus

QUE EXAME SOLICITAR?

 

ECOCARDIOGRAMA TRANSESOFÁGICO

Pode fazer endocardite MESMO SEM LESÃO ENDOTELIAL PRÉVIA

60

 

Quais os achados deste exame?

No que pensamos?

 

  • Nefrograma estriado
  • Espessamento da fáscia de Gerota
  • Aumento do volume do rim E

 

PIELONEFRITE

61

 

Causas de necrose de papila?

 

  • Pielonefrite grave
  • Anemia falciforme
  • Uso abusivo de AINEs
  • DM
  • Etilismo
  • Doença vascular obstrutiva

62

 

Que doença está associada a necrose de papila e à pielonefrite enfisematosa?

 

DIABETES MELLITUS

63

 

Quando indicada profilaxia contínua para ITU?

Que esquema?

 

ITU de repetição (> 2 episódios ao ano) ou fatores predisponentes (ex. cálculo)

  • Nitrofuratoína 100mg/dia
  • SMX-TMP 400+80mg/dia
  • Norfloxacino 400mg/dia

64

 

O que é isto?

Como é a dor?

Que local histológico está acometido?

 

ERISIPELA

Dor mais intensa

Derme superficial

65

 

Qual o germe mais envolvido?

Qual o tratamento?

 

Streptococcus pyogenes

 

PENICILINA G CRISTALINA

66

 

O que é isto?

Como é a dor?

Que local histológico está acometido?

 

CELULITE

Dor moderada

Tecido celular subcutâneo

67

 

Que germes envolvidos?

Qual o tratamento?

 

Staphylococcus aureus

Streptococcus pyogenes

Tto: OXACILINA ou CEFALOSPORINA 1ª (Cefalexina, cefazolina)

68

 

O que é isso?

Que germes cobrir?

Qual tratamento?

 

Celulite em PÉ DIABÉTICO

Cobrir também gram negativo e anaeróbios

Opções: Amoxicilina + Clavulanato

Ciprofloxacina + Clindamicina

69

 

O que é isso?

Que germes mais envolvidos?

Tratamento?

 

IMPETIGO CROTOSO

Staphylococcus aureus >> Streptococcus pyogenes

Poucas lesões: Mupirocina ou Retapamulim

70

 

O que é isso?

Que germe?

Tratamento?

 

IMPETIGO CROSTOSO DISSEMINADO

Os mesmos: S. aureus e S. pyogenes

Muitas lesões: CEFALEXINA 10 dias

71

 

O que é isso?

Que germe?

Tratamento?

 

IMPETIGO BOLHOSO

Mais S. aureus

Cefalexina

72

 

Qual a principal complicação desta condição?

 

GLOMERULONEFRITE PÓS ESTREPTOCÓCICA

73

 

O que é isso?

Que germe e subtipo?

Qual o mecanismo?

 

Síndrome da pele escaldada estafilocócica

Staphylococcus aureus fagotipo II → produção de toxinas esfoliativas

74

 

Onde está a infecção na síndrome da pele escaldada?

 

NÃO ESTÁ NA PELE → sofre efeito da toxina produzda à distância

Geralmente na faringe ou conjuntiva

75

 

Qual o tratamento?

 

Curativos + cuidados para prevenção de infecção secundária

ERRADICAR A COLONIZAÇÃO POR S. AUREUS: OXACILINA + Clindamicina (para neutralizar as toxinas)

76

 

Qual importante diagnóstico diferencial?

 

NECRÓLISE EPIDERMOIDE TÓXICA

mais em adultos, geralmente medicamentosa, acomete mucosas, bolhas mais tensas (clivagem mais profunda)

77

 

O que é isso?

Qual o agente?

Tratamento?

 

Foliculite

Staphylococcus aureus

RESOLVE EM < 5 dias: compressas quentes

Máximo ATB tópico

78

 

O que é?

Agente?

 

FURÚNCULO 

Staphylococcus aureus

79

 

Quando usar ATB sistêmico para furunculose?

Qual ATB?

 

  • Lesões perinasais ou intranasais
  • Lesões CAE
  • Lesões grandes e recorrentes
  • Lesões com celulite ao redur
  • Sem resposta a cuidados locais

CEFALEXINA ou CLINDAMICINA

80

 

Quando drenar um furúnculo?

 

  • Grandes, >3cm celulite ao redor
  • Carbúnculos
  • Lesões em face

 

+ ATB: cefalexina, clindamicina..

81

 

O que fazer para previnir furunculose recorrente?

Qual o fator de risco?

 

FR: Colonização das narinas pelo S. aureus

Mupirocina ou bacitracina intranasal durante os primeiros 5 dias de cada mês

82

 

O que é isso?

 

CARBÚNCULO

São furúnculos que se somaram formando uma grande lesão

83

 

O que é isso?

Que germe?

Tratamento?

ECTIMA

(faz uma lesão profunda, deixa uma cicatriz com crosta aderente)

Staphylo aureus e Streptococcus pyogenes

 

CEFALEXINA 10 DIAS

84

 

O que é isso?

Que germe?

Tratamento

 

HIDRADENITE SUPURATIVA

Staphylococcus aureus

DRENAGEM.

85

 

O que é isso?

Germe?

Tratamento?

 

FASCIÍTE NECROTIZANTE

POLIMICROBIANA

ABORDAGEM CIRÚRGICA PRECOCE → debridar tecidos desvitalizados 

ATB Amplo espectro: Piperacilina+Tazobactam

+ Cipro em caso de sepse

86

 

Fasciíte necrotizante com gás e muito odor

Que agente?

 

Clostridium perfingens

87

 

Qual a principal via de infecção na osteomielite?

Quem acomete? Como é a evolução temporal?

 

CONTIGUIDADE

Mais comum em adultos, evolução crônica

88

 

Como é a ostemolielite em crianças?

Origem da infecção?

Que parte do osso?

Evolução temporal?

 

 

Via de disseminação HEMATOGÊNICA

Acomete metáfise de ossos longos

Quadro AGUDO e toxemiante

89

 

Qual o principal sítio de osteomielite em adultos?

 

VÉRTEBRAS

90

 

Qual o principal agente envolvido na osteomielite?

 

 

Staphylococcus aureus

91

 

Osteomielite em paciente falcêmico → lembrar de que germe?

 

Salmonella

92

 

Osteomielite após trauma penetrante no pé - lembrar de que germe?

 

Pseudomonas aeruginosa

93

 

Quais os exames mais sensíveis para o dx de osteomielite?

 

 

CINTILOGRAFIA

RESSONÂNCIA MAGNÉTICA

94

 

Qual exame de maior acurácia no dx de osteomiliite

 

RESSONÂNCIA

95

 

Como é o tratamento da osteomielite?

 

PARENTERAL

Oxacilina ou Cefazolina ou Vancomicina

Paciente com anemia falciforme → CEFTRIAXONA

Duração: 4 - 6 semanas

VERTEBRAL: 6 - 8 semanas

96

 

Como definir FEBRE DE ORIGEM OBSCURA?

 

  • Febre > 38,3ºC em pelo menos 2 ocasiões
  • Duração ≥ 3 semanas
  • Sem imunocomprometimento
  • Diagnóstico inceerto após investigação com anamnese, EF, labs:

97

 

F.O.O. clássica?

 

Diagnóstico indefinido após 3 consultas ambulatoriais ou 3 dias no hospital ou1  semana ade investigação ambulatorial criteriosa e invasiva

98

 

Quais os 3 grandes grupos de causas de FOO?

Qual o principal?

 

  • Infecciosas
  • Neoplásicas
  • Inflamatórias não infecciosas

99

 

Que doenças infecciosas devem ser consideradas no dx de FOO?

 

  • TB Extra-pulmonar
  • Abscessos intra-abdominais
  • Abscessos renais, retroperitoneais ou paraespinhais
  • Abscessos dentários
  • Osteomielite
  • Endocardite infecciosa
  • Prostatite
  • Sinusite
  • Colangite
  • Histoplasmose, criptocococse
  • Malária

100

 

Qual o grande grupo de causas de FOO em idosos? Dentro dele, qual a principa, causa? 

 

INFLAMATÓRIAS NÃO INFECCIOSAS

 

Principal: Arterite de Células Gigantes

101

 

Qual medicamento sempre lembrar como causa de febre?

 

FENITOÍNA

102

 

Quais as causa de abscesso hepático piogênico?

Delas, qual a mais comum?

 

  • Doenças da via biliar: colecistite, colangite → MAIS COMUM
  • Embolia séptica
  • Idiopática

103

 

Como é a microbiologia do absceso hepático piogênico?

 

POLIMICROBIANA com gram neg. e anaeróbios

OS MAIS ISOLADOS:

  • Escherichia coli
  • Klebsiella pneumoniae
  • Staphylococcus aureus se embolia séptica

104

 

Qual é a prinicipal apresentação da F.O.O?

Como é o quadro clássico?

 

FEBRE e mais nada

Quadro CLÁSSICO:

  • Febre
  • Dor em hipocôndiro direito
  • Icterícia

DE EVOLUÇÃO ARRASTADA...

105

 

Qual é o melhor exame para investigar abscesso hepático?

 

RESSONÂNCIA

106

 

Qual diagnóstico diferencial IMPORTANTE do abscesso hepático piogênico?

 

ABSCESSO AMEBIANO

107

 

Qual o tratamento do abscesso hepático piogênico?

 

DRENAGEM (prefencialmente percutânea guiada por imagem, com inserção de cateter)

+

ANTIBIOTICOTERAPIA

  • Ampicilina + Sulbactam ou
  • Ceftriaxona + Metronidazol ou
  • Ciprofloxacino + Metronidazol