Síndromes Tubulares Renais Flashcards Preview

Clínica Médica > Síndromes Tubulares Renais > Flashcards

Flashcards in Síndromes Tubulares Renais Deck (52):
1

 

Paciente desenvolve...

  • Insuficiência renal oligúrica
  • Dor lombar
  • Febre
  • Rash cutâneo

QUAL O PROVÁVEL DIAGNÓSTICO?

 

NEFRITE INTERSTICIAL AGUDA

O que nos faz pensar em NIA é o rash cutâneo associado às manifestações renais

  • IR oligúrica: edema intersticial comprime túbulos e dificulta a filtração
  • Dor lombar: distensão renal pelo acúmulo de ultrafiltrado
  • Febre: natureza inflamatória do processo
  • Rash cutâneo: sintoma chave

2

 

Qual a principal causa de N.I.A.?

 

MEDICAMENTOSA

  • Sulfa
  • AINEs
  • Beta-lactâmicos
  • Rifampicina
  • Fenitoína
  • Varfarina
  • Hidroclorotiazida

3

 

Quais os achados laboratoriais da NIA?

Qual o mais característico?

 

  • ↑ Ur e Cr
  • Hematúria não dismórfica
  • Proteinúria subnefrótica
  • Piúria com ‼️ EOSINOFILÚRIA ‼️
  • Eosinofilia
  • ↑ IgE sérica

4

 

Quais são as duas condições que cursam com EOSINOFILÚRIA?

 

Nefrite Intersticial Aguda

 

Ateroembolismo

5

 

Qual o exame padrão ouro para diagnóstico de NIA?

 

BIÓPSIA RENAL

(geralmente não é necessária)

6

 

Qual o tratamento para NIA?

 

1) SUSPENDER medicação

 

2) CORTICOIDE se necessário

  • Sem melhora em 1 semana da suspensão do medicamento

 

7

 

Paciente apresenta...

  • Poliúria
  • Anemia "precoce"
  • Insusificência renal com ClCr razoável e manifestações importantes de falência renal, como acidose e anemia

QUAL O DIAGNÓSTICO?

 

NEFRITE INTERSTICIAL CRÔNICA

Inflamação intersticial cronificada → FIBROSE E ATROFIA → desorganização da arquitetura tubular = PERDA DA FUNÇÃO TUBULAR

8

 

Que condições podem levar à Nefrite Intersticial Crônica?

 

  • Cronificação da NIA
  • Gota → depósito de ácido úrico
  • Intoxicação por chumbo

9

 

Através de quais mecanismos o Mieloma Múltiplo pode lesar o rim?

 

  • Proteínas de Bence Jones (cadeia leve) → lesão tubular proximal
  • Hipercalcemia → lesão tubular distal
  • Hiperuricemia → lesão tubular generalizada
  • Amiloidose → síndrome nefrótica

10

 

Qual a principal função do Túbulo Contorcido Proximal?

 

REABSORÇAO DE GLICOSE E BICARBONATO

11

 

Qual a principal função da ALÇA DE HENLE?

 

CONCENTRAÇÃO da medula renal

12

 

Qual a principal função do TÚBULO CONTORCIDO DISTAL?

 

Reabsorção de SÓDIO OU CÁLCIO

13

 

Qual a principal função do TÚBULO COLETOR CORTICAL?

 

Através da ALDOSTERONA 

Troca ALTERNADA de Na+ por K+ ou H+

14

 

Qual a principal função do TÚBULO COLETOR MEDULAR

 

Através do ADH 

Absorção de ÁGUA PURA

(depende da concentração da medula → função da Alça de Henle)

15

 

Quais as consequências de um distúrbio do TÚBULO CONTORCIDO PROXIMAL?

 

Glicose → GLICOSÚRIA sem hiperglicemia

 

Bicarbonato → BICARBONATÚRIA = ACIDOSE TUBULAR RENAL tipo II

16

 

Qual o nome dado para a falência generalizada da reabsorção tubular proximal?

Que doença está associada?

 

SÍNDROME DE FANCONI

 

MIELOMA MÚLTIPLO

17

 

Condições/Agentes que podem lesar o TÚBULO CONTORCIDO PROXIMAL?

 

  • Chumbo → Saturnismo
  • Cobre → doença de Wilson
  • Proteínas de Bence Jones → MM
  • Hipocalemia

 

Observamos ATR tipo II

18

 

Condições/Agentes que podem lesar a MEDULA RENAL?

 

  • Anemia falciforme → obstrução dos vasos medulares
  • Uso crônico de analgésicos 

 

Perda da capacidade de concentração urinária → poliúria com isostenúria

19

 

Condições / agentes que podem lesar o NÉFRON DISTAL?

 

  • Cálcio → nefrocalcinose
  • Lítio
  • Síndrome de Sjögren
  • Amiloidose

 

Podemos ter ATR tipo I e DI nefrogênico

20

 

Condições que podem lesar os rins de maneira GLOBAL?

 

  • Tuberculose renal
  • Pielonefrite xantogranulomatosa
  • Nefrite por radiação
  • GOTA

21

 

Quais as marcas de uma lesão da ALÇA DE HENLE?

 

Falha no carreador Na+/K+/Cl-

 

  • POLIÚRIA: falha da concentração medular / ADH não funciona
  • HipoK+ e ALCALOSE: não reabsorve sódio → mais sódio disponível para ação da ALDOSTERONA no néfron distal

22

 

Quais as possíveis causas de disfunção da alça de Henle?

 

 

Síndrome de BARTER

Intoxicação por furosemida (LASIX)

 

BARTter e LISA (Lasix)

23

 

Quais as marcas da disfunção do TÚBULO CONTORCIDO DISTAL?

 

HIPOCALCIÚRIA: não reabsorve Na+ e reabsorve muito Ca++

HIPOCALEMIA e ALCALOSE: aumenta oferta de sódio ao néfron distal - aumenta ação da aldosterona 

24

 

Que condições podem levar a disfunção do TÚBULO CONTORCIDO DISTAL?

 

SÍNDROM DE GITELMAN

Intoxicação por TIAZÍDICOS

25

 

Quais os resultados de distúrbios no coletor CORTICAL?

 

ATR tipo I → defeito acidificação da urina

 

ATR tipo IV → dificuldade da ação da aldosterona / hipoaldosteronismo

26

 

Qual o resultado de distúrbios no coletor MEDULAR?

 

Qual o nome da condição?

 

DIFICULDADE de concentração urinária

POLIÚRIA / HIPOSTENÚRIA (urina diluída)

POLIDIPSIA

 

DIABETES INSIPIDUS NEFROGÊNICO

Túbulo coletor RESISTENTE ao ADH

27

 

Qual ATR cursa com pH urinário ALCALINO?

 

ATR tipo 1

(distúrbio na acidificação final

defeito no carreador Na+/H+)

28

 

Que distúrbio está associado à ATR tipo 1?

 

 

SÍNDROME DE SJÖGREN

 

 

29

 

Que tipo de ATR cursa com HIPERCALEMIA?

 

 

ATR tipo IV

HIPOALDOSTERONISMO

30

 

Que condição está classicamente associada com ATR tipo IV?

 

DIABETES → hipoaldosteronismo HIPORRENINÊMICO

31

 

Paciente apresenta...

  • HEMATÚRIA
  • DOR LOMBAR
  • FEBRE

Qual o DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL?

 

NEFROLITÍASE

PIELONEFRITE

NECROSE DE PAPILA

32

 

Qual exame para diagnostica necrose de papila?

Qual o achado?

 

UROGRAFIA EXCRETORA

Sombras em anel

33

 

Quais as causas de NECROSE DE PAPILA

É O QUE CAI EM PROVA!

 

"Necrose é PHODA"

P - Pielonefrte

H - Hemoglobinopatia S → anemia falciforme

O - Obstrução urinária

D - Diabetes (complicações vasculares)

A - Analgésicos

34

 

Quais as diferenças em termos de EPIDEMIOLOGIA LOCALIZAÇÃO ANATÔMICA das duas causas de estenose da artéria renal?

 

ATEROSCLROSE: mais comum!

  • Idosos
  • PROXIMAL à aorta

DISPLASIA FIBROMUSCULAR: mais raro

  • Mulheres jovens
  • DISTAL à aorta

35

 

Quais as consequências de estenose da artéria renal?

 

ATIVAÇÃO DO S.R.A.A.

  • Aumento da PA: HAS renovascular
  • Hiperaldosteronismo:
    • Retenção de Na+
    • HIPOKALEMIA
    • ALCALOSE

36

 

Quais os achados da USG com doppler renal na estenose de artéria renal?

 

  • Assimetria de tamanho renal
  • Hipofluxo no rim afetado

37

 

Quais são os exames CONFIRMATÓRIOS da estenose de artéria renal?

 

  • Angio TC
  • Angio RNM
  • Arteriografia - PADRÃO OURO

38

 

Estenose da artéria renal por displasia fibromuscular - tratamento

 

ANGIOPLASTIA sem stent

(Sem stent porque não tem risco de recorrência)

39

 

Estenose da artéria renal por ATEROSCLEROSE - tratamento inicial

Quando ele não está indicado?

O que fazer?

 

iECA ou BRA-II

 

RIM ÚNICO / ESTENOSE BILATERAL

  • ANGIOPLASTIA COM stent
  • Ciruriga de bypass

40

 

Paciente internou por quadro de IAM, realizou coronariografia acessada pela femoral..

Após o procedimento evolui com..

  • Insuficiência renal
  • Livedo reticular
  • Isquemia digital periférica
  • Eosinofilia e eosinofilúria
  • Consumo de complemento

QUAL O DIAGNÓSTICO?

 

ATEROEMBOLISMO

Sempre pensar após procedimento vascular que passe pela aorta e possa liberar microêmbolos de ateroma

41

 

Qual o achado desta biópsia renal?

Sugestivo de que condição?

 

FISSURAS BICOVEXAS

(são a imagem negativa dos êmbolos de gordura que se alojaram nos glomérulos)

ATEROEMBOLISMO

42

 

Qual o nome deste achado?

Sugestivo de que doença?

 

PLACAS DE HOLLENHORST

 

PATOGNOMÔNICO de ATEROEMBOLISMO

43

 

Que exame solicitar para diferenciar LESÃO RENAL AGUDA PRÉ-RENAL e NECROSE TUBULAR AGUDA?

Quais as diferenças?

 

 

BIOQUÍMICA URINÁRIA

 

44

 

Quais as principais causas de NTA?

 

ISQUEMIA

e

TOXICIDADE

(Medicamentos - AMINOGLICOSÍDEOS; Mioglobina, Hemoglobina, Venenos)

45

 

Qual a característica clínica e laboratorial da NEFROPATIA POR AMINOGLICOSÍDEOS

 

Disfunção tubular, sem descamação

NTA não oligúrica

↑ Ur e Cr com HIPOCALEMIA

Geralmente surge a partir do 7º dia de uso

46

 

Qual o principal fator de risco para nefropatia por aminoglicosídeo e como previni-la?

 

 

DISFUNÇÃO RENAL PRÉVIA

 

SEMPRE PREFERIR Administrar dose única diária (menos nefrotóxica, mesma ação bactericida)

47

 

Quais os achados bioquímicos da rabdomiólise?

(quem aumenta quem diminui)

 

AUMENTAM: POTÁSSIO / FOSFATO / Ác. láctico / Ác. úrico / Mioglobina / CPK

 

DIMINUI: CÁLCIO (se liga ao fosfato)

48

 

Qual a principal medida terapêutica para rabdomiólise?

Que outras medidas?

 

HIDRATAÇAO VENOSA VIGOROSA COM SF 0,9% 

Até chegar a um débito urinário de 200mL/h

 

Após isso, alcalinização urinária (bicarbonato)

Corrigir DHE

49

 

Qual alteração laboratorial ganha destaque na síndrome da lise tumoral e faz parte da patogenia da lesão renal

 

HIPERURICEMIA

50

 

Qual a principal medida profilática para Síndrome de Lise Tumoral?

Que outras medidas?

 

HIDRATAÇAO VENOSA VIGOROSA COM SF 0,9%

2000 a 3000 mL/dia

MÉDIO risco: HEV + Alopurinol

ALTO risco: HEV + Rasburicase

51

 

Qual o principal fator de risco para Nefropatia induzida por contraste?

 

DISFUNÇÃO RENAL PRÉVIA

Fatores facilitadores (a título de ilustração):

  • Diabetes com disfunção renal
  • Idade avançada
  • Hipovolemia
  • ICC
  • Drogas nefrotóxicas
  • Mieloma múltiplo
  • Contraste prévio há < 48-72h
  • Angioplastia coronariana
  • Doença vascular periférica
  • Cirrose
  • Diuréticos

52

 

Qual a principal medida profilática para nefropatia induzida por contraste?

 

 

SOLUÇÃO ISOTÔNICA DE BICARBONATO

Bicarbonato 150mL + SG 5% 850mL

3mL/kg 1h antes → 1mL/kg/h nas prox 6h

 

Evidências também sugerem: acetilcisteína

Preferir contraste não iônico de baixa osmolaridade