Ginecologia - Hiperandrogenismo Flashcards Preview

Medicina Interna > Ginecologia - Hiperandrogenismo > Flashcards

Flashcards in Ginecologia - Hiperandrogenismo Deck (29):
0

A dosagem de glucoronídeo de testosterona pode ser utilizado como marcador indireto da atividade da:

5-alfa-redutase.

1

A testosterona e a DHT podem ser metabolizadas em androgênios menos potentes pela enzima:

17-beta-hidroxiesteroide desidrogenase.

2

"O diagnóstico de SOP é obtido em 30-40% das pacientes com ______________________ e em 80% das pacientes com ____________":

Amenorreia; oligomenorreia.

3

Potencializa indiretamente a ação do LH no ovário:

Insulina.

4

O hiperandrogenismo, gerado pela conversão periférica dos androgênios, promove:

Aumento na sensibilidade hipofisária ao GnRH, aumentando LH.

5

Quais os efeitos da hiperinsulinemia que contribuem para o hiperandrogenismo:

Aumenta atividade da 17-alfa-hidroxilase e do LH; Reduz a produção de SHBG e IGFBP-1.

6

É a proteína transportadora de IGF-1 produzida pelo fígado:

IGFBP-1.

7

O Consenso de Roterdã de 2003 recomenda para o diagnóstico de SOP que se inclua pelo menos dois de três critérios:

Oligo/anovulação; níveis de androgênios elevados ou manifestações clínicas de hiperandrogenismo; alterações ultrassonográficas dos ovários.

8

Qual o critério diagnóstico de SOP por alterações ultrassonográficas dos ovários?

Aumento do volume ovariano (+10cm3 em um ou ambos ovários) e 12 ou + folículos com 2-9mm de diâmetro.

9

A anovulação é decorrente da ação dos androgênios em dois níveis:

Ação direta no meio intraovariano e indiretamente pela conversão periférica dos androgênios em estrogênios.

10

Os androgênios podem agir diretamente no meio intraovariano:

Interferindo no crescimento dos folículos antrais pela interação da hipersecreção de LH e insulina e menor atividade da aromatase.

11

Os androgênios podem agir indiretamente causando anovulação, pela conversão periférica em estrogênios, levando a uma:

concentração constante (não-cíclica) de estrogênios, alterando o sistema de retrocontrole gonadotrófico.

12

É a enzima responsável pela produção de estradiol pelas células da granulosa a partir da testosterona sintetizada pelas células da teca interna:

Aromatase.

13

"Além da SOP, outra causa de hiperandrogenismo ovariano é a ______________, uma patologia ovariana não neoplásica, caracterizada pela presença de ilhotas de células tecais no estroma ovariano e com quadro clínico semelhante ao da SOP":

Hipertecose.

14

"O grau de hiperandrogenismo e de androgenização, bem como de hiperinsulinemia e resistência insulínica da hipertecose é __________ do que na SOP, e os níveis de LH e FSH são _________":

Maior; normais.

15

"A evolução clínica das neoplasias ovarianas costuma ser ________________, e os níveis de androgênios, _______________":

Mais grave e abrupta; maiores.

16

O quadro clínico das neoplasias ovarianas é de:

Virilização, com aumento do clitóris e engrossamento da voz.

17

É a causa mais frequente de hirsutismo de origem adrenal:

Hiperplasia adrenal congênita forma não-clássica (HAC-NC).

18

Qual a apresentação clínica da HAC-NC?

Acne, hirsutismo, alopecia androgênica, distúrbio menstrual e anovulação crônica.

19

A principal causa da HAC-NC é a deficiência da:

21-hidroxilase.

20

A deficiência da 21-hidroxilase contribui para o acúmulo de:

170HP e androstenediona. Porém, com produção de cortisol normal.

21

O diagnóstico de HAC-NC por deficiência em 21-hidroxilase é confirmado pela:

Medida da 170HP sérica basal (+5) ou pelo teste de estímulo com corticotrofina em solução aquosa (+10).

22

Qual o quadro clínico da Síndrome de Cushing?

Distúrbio menstrual, hirsutismo, infertilidade, obesidade e diabetes.

23

Quais os sinais clínicos característicos da Síndrome de Cushing?

Estrias purpúreas, fascies característico, obesidade central, diabetes e hipertensão.

24

Como é feito o rastreamento da Síndrome de Cushing?

Dosagem da cortisolúria de 24h ou teste de supressão com 1mg VO de dexametasona e dosagem de cortisol posteriormente.

25

Nos adenomas e carcinomas adrenais secretores de androgênios, a testosterona sérica pode estar maior que:

150.

26

Caracteriza-se por manifestaçōes cosméticas isoladas, desvinculadas de outras manifestaçōes clínicas ou alteraçōes hormonais:

Hiperandrogenismo periférico.

27

A situação clínica mais frequente do hiperandrogenismo periférico é o hirsutismo idiopático. Caracterizado por uma maior atividade da:

5-alfa-redutase junto ao folículo piloso.

28

A história de ciclos regulares não é suficiente para excluir disfunção ovulatória, já que:

Algumas mulheres hirsutas eumenorreicas podem ser anovulatórias.

Decks in Medicina Interna Class (194):