Oncologia - CA de Próstata Flashcards Preview

Medicina Interna > Oncologia - CA de Próstata > Flashcards

Flashcards in Oncologia - CA de Próstata Deck (39):
0

"O câncer de próstata é a __________ principal causa de morte por câncer entre os homens"

Segunda.

1

Quais os principais fatores de risco para o câncer de próstata?

Idade avançada, história familiar, etnia afro-americana e fatores nutricionais.

2

"A incidência de câncer de próstata entre afro-americanos é quase o _______ da observada entre americanos brancos":

Dobro.

3

Os cânceres de próstata expressam níveis elevados de receptores androgęnicos, e a sinalização através deles resulta em:

Crescimento, progressão e invasão pelo câncer de próstata.

4

"Os sintomas miccionais obstrutivos refletem geralmente a presença de doença localmente avançada com crescimento para a uretra ou colo vesical, embora estes sintomas sejam idênticos aos encontrados na hipertrofia prostática benigna". Quais os sintomas miccionais obstrutivos mais comuns?

Hesitação, fluxo urinário intermitente, perda de força do fluxo.

5

Tumores localmente avançados podem resultar em:

Hematúria e hematospermia.

6

O câncer de próstata com disseminação para os linfonodos pélvicos pode ocasionalmente dar origem a:

Edema de membros inferiores ou desconforto nas áreas pélvicas e perineais.

7

As metástases ósseas podem resultar em:

Fraturas patológicas ou compressão de medula óssea.

8

"O toque retal apresenta baixa sensibilidade e especificidade, por isso a __________ de próstata deve ser realizada em todos os homens com nódulos palpáveis.":

Biópsia.

9

O nível do PSA apresenta uma sensibilidade bem maior que o toque, mas uma baixa especificidade, por que?

Porque patologias benignas como hipertrofia prostática benigna e prostatite podem causar níveis falso-positivos do PSA sérico.

10

A ultrassonografia transretal com biópsia está indicada quando:

O nível do PSA está elevado, quando a porcentagem de PSA livre é menor que 25% ou quando se observa anormalidade no toque retal.

11

Em geral, são realizadas biópsias em sextante:

Base, meio da glândula e ápice de ambos os lados.

12

A cintilografia óssea só deve ser feita nos pacientes com:

Níveis de PSA superiores a 10 ng/mL.

13

A tomogrsfia computadorizada abdominal e pélvica ou ressonância magnética nuclear são métodos úteis apenas para pacientes com níveis de PSA superiores a:

20 ng/mL.

14

Mais de _____ dos tumores de próstata são:

Adenocarcinomas.

15

O estágio T1 é um tumor de próstata não palpável, detectado apenas:

No exame patológico incidentalmente após uma ressecção transuretral para tratar uma hiperplasia benigna ou na biópsia realizada devido a um alto nível de PSA.

16

Ual o estágio mais comum no momento do diagnóstico?

T1c.

17

O estágio T2 é caracterizado por:

Um tumor palpável que parece estar restrito à glândula prostática.

18

No estágio T3 o tumor apresenta:

Extensão além da cápsula prostática.

19

Os tumores T4 são aqueles com invasão das estruturas adjacentes, como:

Colo da bexiga, o esfíncter urinário externo o reto, os músculos elevadores ou as paredes pélvicas laterais.

20

Como prevenção, que tipo de dieta deve-se adotar para reduzir a incidência de câncer de próstata?

Dieta pobre em gordura, alta ingestão de soja, suplementação de selênio e vit. E.

21

O uso da finasterida, inibidor da 5alfa-redutase, reduz o risco de desenvolvimento de câncer de próstata. Entretanto, essa forma de prevenção não tem sido amplamente usada, por que?

Por causa dos seus efeitos colaterais, como perda de libido e disfunção erétil.

22

Quais as opçõe terapêuticas em caso de um câncer de próstata limitado ao órgão (baixo risco -T1 ou T2, EG menor que 7 e PSA menor que 10)?

Vigilância; Prostatectomia radical; Radioterapia com feixe externo na próstata; Braquiterapia.

23

Quais as opções terapêuticas de um câncer de próstata limitado ao órgão (risco intermediário; T2, EG igual a 7 e PSA entre 10-20)?

Prostatectomia radical; Radioterapia com feixe externo na próstata, possivelmente na pelve, com ou sem PA.

24

Quais as opçõe terapêuticas de um câncer de próstata limitado ao órgão (alto risco; T3, EG maior que 7 e PSA maior que 20)?

Prostatectomia radical com radioterapia adjuvante; Radioterapia com feixe externo na próstata e pelve com PA; Braquiterapia + Radioterapia com PA.

25

Quais as opções terapêuticas de um câncer de próstata com níveis de PSA elevando-se após terapia local?

PA (monoterapia antiandrogênica); Radioterapia de salvamento (prostatectomia prévia); Prostatectomia radical de salvamento (radioterapia prévia); Vigilância; Terapia investigacional.

26

Quais as opções terapêuticas para um câncer de próstata com linfonodos positivos?

Vigilância; PA; Radioterapia pélvica ou prostática + PA.

27

Quais as opções terapêuticas de um câncer de próstata hormoniorrefratário não tratado metastático?

PA; Hormônios de segunda linha; Quimioterapia; Terapia investigacional.

28

Quais as principais opções terapêuticas no tratamento do câncer de próstata?

Ablação androgênica, prostatectomia, radioterapia com feixe externo e braquiterapia.

29

Após uma prostatectomia radical, o PSA deve se tornar indetectável, um PSA detectável implica:

Presença de células neoplásicas, seja localmente ou no sítio metastático.

30

A privação de androgênios pode ser obtida por meio de:

Orquiectomia ou pela castração clínica com um agonista do hormônio liberador do hormônio luteinizante (LHRH) (acetato de leuprolide).

31

"Um ____________ deve ser administrado com a primeira injeção de LHRH para prevenir a hiperestimulação do tumor ("flare")":

Antiandrogênio (flutamida, bicalutamida ou nilutamina).

32

Os efeitos colaterais mais frequentes da ablação de androgênio são:

Perda de libido, impotência, ondas de calor, ganho de peso, fadiga, anemia e osteoporose.

33

"Além dos analgésicos usuais, os _____________ servem como agentes anti-inflamatórios e podem aliviar dor óssea":

Glicocorticóides.

34

Para pacientes com metástases ósseas disseminadas e dor não facilmente controlada com analgésicos e radioterapia local, trata-se a dor com:

Estrôncio-89 e Samário-153, que se concentram seletivamente nas metástases ósseas.

35

A sobrevida livre de progressão do PSA em 10 anos para escore de Gleason de 2-4 é de:

70-80%.

36

A sobrevida para câncer prostático com Gleason de 5-7 é de:

50-70%.

37

A sobrevida para câncer de próstata com Gleason de 8-10 é de:

15-30%.

38

Qual a estratégia do Ministério da Saúde quanto à dosagem do PSA no rasstreamento de câncer de próstata?

Dosar PSA apenas em pacientes com queixa possivelmente relacionada a câncer de próstata.

Decks in Medicina Interna Class (194):