Gastroenterologia - Pancreatite Aguda Flashcards Preview

Medicina Interna > Gastroenterologia - Pancreatite Aguda > Flashcards

Flashcards in Gastroenterologia - Pancreatite Aguda Deck (46):
0

Pancreatite aguda pode ser:

Edematosa (Intersticial) ou Necrosante (Hemorrágica).

1

Edematosa (Intersticial):

Edema e congestão pancreática

2

Incidência da forma necrosante da pancreatite aguda:

20%

3

Principais causas de Pancreatite Aguda:

Alcoolismo e litíase biliar

4

A Pancreatite alcoólica está relacionada com crises de agudização da:

Pancreatite crônica calcificante

5

É a causa mais comum de Pancreatite aguda (PA) em crianças:

PA traumática

6

Causas da PA pós-operatória:

Consequência de cirurgias do trato biliar, ampola de Vater ou ressecções gástricas distais

7

PA pode ocorrer após CPRE, em uma frequência de:

1-10%

8

Causas neoplásicas de PA:

CA de pâncreas, de papila de Vater e Cistadenoma

9

Causas metabólicas de PA:

Hiperlipidemia familial

10

Gene geralmente mutado em pacientes com predisposição para PA hereditária:

Gene PRSS1 (protease serina 1). Ocorrendo ativação do tripsinogênio INTRAcelular

11

Outras causas de PA:

Fibrose cística, Hiperparatireoidismo, Hipercalcemia, Infecciosa e Medicamentosa

12

Principais causas infecciosas virais de PA:

Caxumba, Herpes simples e Hepatite B

13

Principais causas infecciosas bacterianas:

Chlamydia trachomatis e Mycobacterium tuberculoses

14

Principais causas medicamentosas de PA:

Ácido valproico, estrógenos, furosemida, tiazídicos e tetraciclinas

15

Fases da PA:

Resposta inflamatória local, Resposta inflamatória sistêmica e Infecção por translocação bacteriana intestinal

16

Principal causa de icterícia na PA:

Compressão do colédoco pelo edema do pâncreas

17

A hiperglicemia na PA deve-se à:

Diminuição na produção de insulina ou liberação aumentada do glucagon ou aumento de glicocorticoides adrenais e catecolaminas

18

Fisiopatologia da PA:

Ativação de zimogênios intracelulares e liberação de citocinas e quemocinas

19

Quadro clínico:

Dor epigástrica com irradiação para o dorso, náuseas, vômitos, constipação, icterícia, sinal de Grey-Turner e sinal de Cullen

20

Exames laboratoriais:

Enzimas pancreáticas, glicemia, cálcio, hemograma, ionograma, gasometria,n

21

A dosagem da amilase deve ser feita:

No sangue, na urina, líquidos peritoneal e pleural por punção

22

Valor de amilase sugestiva de PA:

Superior a 4-5x

23

A normalização dos níveis de amilase ocorrem entre:

48-72h no sangue e de 7-10 dias na urina

24

Os valores de amilase no líquido peritoneal e pleural mantêm-se elevados por:

Mais tempo que no sangue e urina

25

Também podem cursar com amilase elevada:

Úlcera perfurada, Obstrução intestinal, Colecistite aguda, Trombose mesentérica, Gravidez tubária rota, IAM, Insuficiência renal aguda e Traumatismo cranioencefálico

26

"A taxa de lipase sérica é mais _____________ como indicador de pancreatite aguda que a amilase, pois _______________":

Especifica; Não existem isolipases

27

A lipase encontra-se elevada cerca de 3x na PA, apresentando sensibilidade de:

90%

28

É o fator isolado mais importante para diferenciar PA edematosa de necrosante:

Proteína C reativa

29

A PA necrosante é suspeitada quando a proteína C reativa está acima de:

200mg

30

"A TC apresenta sensibilidade de _____ e especificidade de ______ para o diagnóstico de PA":

90%; 100%

31

"A TC só deve ser realizada após _____ de evolução da PA, quando as lesões já se tornam visíveis":

72h

32

Exames de imagem:

Rx (Tx e Abd), US, TC, Colangiopancreatografia por Ressonância Magnética (CPRM) e CPRE

33

Diagnóstico diferencial:

Úlcera perfurada, Obstrução intestinal, Colecistite aguda, Trombose mesentérica, Apendicite aguda, IAM e Aneurisma de aorta.

34

Complicações:

Insuficiência renal e respiratória, Pseudocisto, Abscesso pancreático, Necrose infectada, Peritonite e Hemorragia

35

Sinal de Grey-turner:

Equimoses nos flancos

36

Sinal de Cullen:

Equimoses azul-escurecidas na região periumbilical (Hemorragia retroperitoneal por Gravidez ectópica rota ou PA).

37

Vias de ativação intracelular de zimogênios pancreáticos:

Clivagem de tripsinogênio em tripsina pela hidrolase lisossomica catepsina; Interrupção da sinalização intracelular pelo cálcio; Autoativação do tripsinogênio

38

Mecanismo de defesa do pâncreas contra a autoativação de zimogênios:

Inibidor da tripsina da secreção pancreática (PSTI)

39

Principais citocinas liberadas na PA:

Fator de necrose tumoral, fator de ativação plaquetária e IL-6

40

Marcadores usados para avaliação de Gravidade:

Peptídeo de ativação do tripsinogênio, Proteína C reativa, Elastase específica para neutrófilos, IL-6

41

Critérios de Ranson:

11 características (5 no internamento e 6 nas 48h iniciais)

42

Avaliação de Gravidade:

Marcadores, TC, Critérios de Ranson, Glasgow, Apache II e Atlanta

43

Sistema de Glasgow:

8 parâmetros

44

Sistema Apache II:

14 parâmetros

45

Critérios para determinar PA grave:

(1) Falência de órgão + (choque ou insuficiência respiratória ou insuficiência renal ou hemorragia gastrointestinal); (2) Necrose ou Pseudocisto ou Abscesso; (3) 3 ou + criterios de Ranson; (4) 8 ou + criterios de Apache II

Decks in Medicina Interna Class (194):