Gastroenterologia - Diarréia Aguda Flashcards Preview

Medicina Interna > Gastroenterologia - Diarréia Aguda > Flashcards

Flashcards in Gastroenterologia - Diarréia Aguda Deck (43):
0

A diarréia acontece quando:

O balanço entre absorção e secreção de fluidos pelos intestinos está prejudicada (-absorção ou + secreção).

1

Diarréia é:

A eliminação de fezes amolecidas, + número de evacuações diárias e + massa fecal diária.

2

A diarréia pode ser classificada quanto ao tempo de evolução em:

Aguda, Persistente e Crônica.

3

Diarréia Aguda:

Até 2 semanas.

4

Diarréia Persistente:

2-4 semanas.

5

Diarréia Crônica:

+4 semanas.

6

A diarréia pode ser classificada quanto à altura de origem em:

Alta e Baixa.

7

Diarréia Alta:

intestino delgado; maior quantidade; relacionada à síndrome disabsortiva.

8

Diarréia Baixa:

Cólon; menor quantidade; mais frequente; relacionada ao tenesmo e urgência fecal.

9

A diarréia pode ser classificada quanto ao mecanismo fisiopatológico em:

Osmótica, Secretória, Inflamatória, Disabsortiva e Motora.

10

Diarréia Osmótica:

Presença de substância osmoticamente ativa e não absorvível; acúmulo de gás; flatulência; cessa completamente com o estado de jejum; gap osmolar fecal maior que 125 (Ex: intolerância à lactose, uso de manitol)

11

Diarréia Secretória:

Substância estimula a secreção ou inibe a absorção hidroeletrolítica; Não invasiva; não cessa com o jejum; gap osmolar fecal menor que 50 (Ex: laxantes, toxinas da cólera e diarréia dos ácidos biliares e dos ácidos graxos)

12

Diarréia Inflamatória:

mediadores inflamatórios na mucosa intestinal; muco ou sangue nas fezes (disenteria);

13

Mediadores inflamatórios possuem efeito:

Estimulantes da secreção e da motilidade intestinal.

14

Exame que avalia a presença de sangue, muco e leucócitos nas fezes:

EAF (Elementos anormais nas fezes).

15

Diarréia Motora:

Hipermotilidade intestinal; relacionada às Enterocolopatias funcionais (Ex: Síndrome do intestino Irritável e diarréia diabética).

16

Diarréia Disabsortiva:

Diarréia Alta; +secreção; massa lipídica fecal (esteatorreia) e resíduos alimentares (Ex: doença celíaca, doença de crohn e giardíase).

17

Em 90% dos casos, a diarréia aguda tem causa:

Infecciosa.

18

Quadro clínico:

Diarréia há menos de 2 semanas, náuseas, vômitos e dor abdominal.

19

10% dos casos de diarréia aguda é causada por:

Medicações, toxinas, isquemia e inflamação.

21

Diarréia aguda pode ser classificada em:

Infecciosa ou Não-infecciosa.

21

Intoxicação alimentar:

Causada pela enterotoxina do S.aureus; período de incubação de 1-6h; diarréia, náuseas, vômitos e cólica abdominal.

22

Agentes etiológicos mais comuns da Diarréia aguda infecciosa:

Escherichia coli enterotoxigênica, Salmonella, Shigella e a toxina do Staphylococcus aureus.

23

A causa mais comum de diarréia aguda não-infecciosa é o:

Alcool.

24

Sinais de alarme:

Diarréia excessiva com desidratação; fezes sanguinolentas; +38,5°C; há mais de 2 dias; dor abdominal grave; Idosos; Uso recente de antibióticos; Imunocomprometidos; pulsos rápidos e finos; hipotensão postural e taquicardia.

25

Principais causas de diarréia aguda não-infecciosa:

Alcool e medicamentos.

26

Exames:

Hemograma, função renal, eletrólitos, parasitológico de fezes, leucócitos fecais, coprocultura, pesquisa de toxinas e antígenos (ELISA e PCR), radiografia abdominal, retossigmoidoscopia e colonoscopia.

27

Leucócitos fecais positivo:

Diarréia Inflamatória.

28

Leucócitos fecais positivos -> solicitar:

Coprocultura.

29

História de uso recente de antibióticos:

Pesquisar toxina do Clostridium difficille pelo método ELISA diretamente nas fezes.

30

Tratamento:

Reposição hidroeletrolítica, dieta, antidiarreicos e antibiótico empírico.

32

Antidiarreicos:

Loperamida, Difenoxilato, Floratil, Psyllium, policarbofila de cálcio, subsalicilato de bismuto e racecadotril.

CONTRAINDICADOS NA DIARREIA INVASIVA

32

Mecanismos de defesa do organismo:

Suco gástrico, motilidade intestinal e o sistema linfático e imune.

33

Antibioticoterapia empírica:

Indicado em caso de diarréia há +7d, +8ep/diários febre, fezes com sangue e desidratação. Quinolonas: Norfloxacina e Ciprofloxacina por 5 dias de 12/12h.

34

Mecanismo de defesa da motilidade intestinal:

Dificulta a aderência dos microorganismos à parede do intestino.

35

Mecanismo de defesa do Sistema linfático e imune:

Defesa celular e humoral contra agentes nocivos.

36

Sinais de desidratação:

Pele e mucosas desidratadas, sede, urina concentrada, oligúria, hipotensão postural, taquicardia.

37

Alterações do Exame físico abdominal:

Dor leve à palpação e ruídos hidroaéreos aumentados.

38

Alterações no hemograma:

Anemia, hemoconcentração, linfocitose (diarreia viral), leucocitose com neutrofilia e desvio à esquerda (diarreia bacteriana).

39

Alterações da função renal:

Aumento da creatinina e ureia.

40

Alterações da Radiografia abdominal:

Complicações do íleo paralítico e megacólon tóxico.

41

Reidratação:

Oral, com glicose para favorecer absorção do sódio, pode conter eletrólitos (sódio, potássio, bicarbonato e cloro).

43

Dieta:

Continuar alimentando-se, ingestão de líquidos, evitar cafeína, laticínios, alimentos com alto teor de gordura e frituras.

Decks in Medicina Interna Class (194):