Urologia - Escroto Agudo Flashcards Preview

Medicina Interna > Urologia - Escroto Agudo > Flashcards

Flashcards in Urologia - Escroto Agudo Deck (29):
0

Quais as causas mais comuns de Escroto Agudo?

Torção testicular e torção de apêndice.

1

Torção testicular se refere:

À torção do cordão espermático.

2

Torção de apêndice se refere:

À torção dos apêndices rudimentares vestigiais do testículo ou do epidídimo.

3

O diagnóstico diferencial de escroto agudo inclui:

Torção testicular, torção de apêndice, epididimite, orquite, hérnia inguinal, hidrocele, trauma, abuso sexual, tumor, edema escrotal idiopático, celulite e vasculite.

4

Elevam o risco de torção testicular:

Movimentos de rotação, atividades dinâmicas (ciclismo, natação, paraquedismo e patinação no gelo).

5

A torção do cordão espermático compromete:

A irrigação sanguínea testicular.

6

Geralmente, somente depois de 4 a 8 horas da torção testicular, ocorre lesão isquêmica significativa que afete:

A morfologia testicular e a produção espermática a longo prazo.

7

Tipos de torção testicular:

Extravaginal e intravaginal.

8

Caracterize a torção testicular extravaginal:

Torção proximal da túnica vaginal, ocorre no período perinatal durante a descida do testiculo.

9

Caracterize torção testicular intravaginal:

Ocorre por uma fixação anormal do testículo e do epidídimo dentro da túnica vaginal.

10

Como é a fixação normal do testículo e do epidídimo dentro da túnica vaginal?

A túnica adere no epidídimo e na superfície posterior do testículo, fixando ao escroto e impedindo a torção.

11

Como ocorre a fixação anormal do testículo e do epidídimo na túnica vaginal?

A túnica vaginal adere em posição mais proximal do cordão espermático, permitindo que testículo e epidídimo rodem livremente no escroto dentro da túnica vaginal.

12

Qual a incidência aproximada da fixação anormal?

~12% e é frequentemente bilateral.

13

A rápida contração muscular cremastérica pode induzir a torção por:

Elevar o testículo que pode ter efeito de rotação sobre o cordão espermático.

14

Quais os fatores que predispõem à torção testicular?

Fixação anormal, atividades dinâmicas, rápida contração cremastérica, rápido crescimento e aumento na vascularização testicular e congestão vascular por inflamação ou trauma.

15

Qual a apresentação clínica clássica de torção testicular?

Dor escrotal súbita e intensa, unilateral, náuseas e vômitos.

16

O exame físico deve incluir:

Investigação no abdome, região inguinal e no escroto.

17

No exame físico, o testículo envolvido pode:

Apresentar-se retraído na parte superior, ter orientação transversal.

18

No exame físico, o epidídimo pode:

Estar localizado anteriormente.

19

No exame físico, o reflexo cremastérico pode:

Estar ausente.

20

Qual a localização da dor na torção testicular?

No testículo e no epidídimo.

21

Qual a localização da dor na torção de apêndice?

Focal no polo superior do testículo e na cabeça do epidídimo.

22

Quais exames são indicados na investigação do escroto agudo?

Exame de urina, US com Doppler e cintilografia.

23

Inflamação do testículo e do epidídimo é normalmente atribuída a:

Epididimite bacteriana ou a orquiepididimite.

24

O apêndice testicular é remanescente do:

Ducto müleriano.

25

Apêndices do epidídimo têm origem no:

Ducto de wolff.

26

A torção de apêndice ocorre maid em pré-púberes e pode resultar:

Da estimulação hormonal que aumenta a massa dessas estruturas pedunculadas e as tornam suscetíveis à torção.

27

Quais as localizações anatômicas dos apêndices?

Testículo, epidídimo, órgão de Giraldes e vasos aberrantes superiores e inferiores de Haller.

28

A intervenção cirúrgica é indicada:

Para casos em que o diagnóstico de torção testicular não pode ser descartado ou quando os sintomas são prolongados e não ocorre resolução espontânea.

Decks in Medicina Interna Class (194):